Publicado em Metodismo, Igreja e Sociedade | 29/10/2018 às 15:57:33


Uma metodista centenária

“O justo florescerá como a palmeira, crescerá como o cedro no Líbano. Plantados na Casa do Senhor, florescerão nos átrios do nosso Deus. Na velhice darão ainda frutos, serão cheios de seiva e de verdor”  - (Salmo 92.12-14)

Maria Eugênia, ou simplesmente vozinha Eugênia, teve seu encontro genuíno com Cristo na terceira idade, sendo conduzida ao batismo aos 97 anos. Desde então, tem uma vida de oração e alegria por estar na casa do Senhor frutificando e dando testemunho de fé à família (filho, netos, bisnetos), amigos/as, vizinhos/as e sua comunidade de fé (Igreja Metodista em São Luís/ MA), onde espelha uma vida de amor e perseverança nos caminhos do Senhor.

Recebida como membro da Igreja Metodista em São Luís em 2012, aos 102 anos e como fruto desse acolhimento de amor, temos hoje um grupo pequeno (culto doméstico) que se reúne semanalmente em sua casa para oração, comunhão e vivenciamento do evangelho genuíno que tem alcançado gerações.

Como pastor da ‘vovó Eugênia’, só posso agradecer pelo crescimento experimentado a cada dia dos nossos encontros. Se eu pudesse defini-la em uma só palavra, a definiria como exemplo.

Gratidão e louvor a Deus por sua serva que com perseverança ainda hoje, aos 108 anos – provavelmente o membro metodista ativo com mais idade –, se alegra em ser uma testemunha tão preciosa e cheia de amor que encontrou Jesus!

 

Pr. Fernando Fliper
Marcilene Eugênia
Igreja Metodista em São Luís/MA

Publicado originalmente na edição de novembro de 2018 do Jornal Expositor Cristão impresso.

 


Tags: sem tags no momento!