Publicado por José Geraldo em Episcopal | 07/05/2020 às 13:11:10

Palavra Episcopal: Fazendo da internet um grande campo missionário

Bispo Paulo Rangel dos Santos Gonçalves
Presidente da 1ª Região Eclesiástica
 

“Erguei os olhos e vede os campos, pois já estão brancos para a ceifa” (Jo 4.35)

Há algum tempo a igreja tem sido desafiada a encarar a internet como um grande campo missionário. Movidos pelo desejo de pregar o evangelho, como o único caminho capaz de transformar a realidade do homem e da mulher aqui na terra, nós temos sempre procurado caminhos que facilitem essa ação de pregar a Palavra de Deus.

Algumas igrejas estão unindo ao seu projeto de expansão ministerial os chamados ministérios de mídia. Tudo isso é fruto de um novo tempo, em que os aparelhos eletrônicos são sinônimos de comunicação rápida e efetiva. Inúmeras pessoas têm se capacitado para servir a Deus através deste ministério, algo muito louvável e inspirador.

A mídia tem favorecido o engajamento dos membros da igreja a tarefa ministerial, como incentivar a participação nos ministérios e nas células, inscrição nos eventos, nas ações solidários que ajudam a coletividade, entre outras coisas.

Da mesma forma, tem ajudado no alcance de novos/as discípulos/as, através da Palavra de Deus sendo disseminada aos quatro cantos, ou seja, não somente restrita ao ambiente dos templos, nos horários determinados para a reunião pública, mas também nos diversos aparelhos que compõem a rede mundial de computadores, conhecida com a internet.

Com objetivo de engajar pessoas ao propósito da Igreja do Senhor, e fazer que elas sintam-se parte da tarefa missionária, muitas igrejas estão usando vários elementos importantes relacionadas à comunicação. De uma forma prática, vejamos alguns desses elementos importantes para o cumprimento desta tarefa missionária:

Os cultos ao vivo
Muitas pessoas já ficam mais tempo na internet do que na frente da televisão, por isso a igreja deve transmitir as celebrações também na web. É importante que as igrejas procurem equipamentos que ofereçam a possibilidade de transmitir para a internet. Além da transmissão ao vivo, esses bons equipamentos são capazes de gravar o conteúdo em diversos formatos e assim disponibilizar em outros horários que não seja exatamente dos cultos.

A transmissão dos cultos on-line tornou-se um recurso essencial e está disponível a todos/as, pois, para iniciar essa forma de transmitir as celebrações, não se faz necessário grandes investimentos, uma vez que com apenas um celular ou câmera, um tripé e um conexão com a internet é possível começar as transmissões. Sabemos que este segmento é muito amplo e com um pouco mais de investimento temos a possibilidade de ampliar a qualidade e realizar gravações de conteúdo para posteriormente disponibilizar em diferentes plataformas digitais. Além do mais, hoje a grande maioria das pessoas possui acesso à internet, onde elas podem assistir aos conteúdos nos momentos mais oportunos para elas. 

Cabe destacar que, com a transmissão on-line, o alcance de pessoas se torna muito maior que os limites do templo, ou seja, através dessa ferramenta, temos a possibilidade de alcançar um número muito maior de pessoas, podendo chegar até mesmo a outros países, cumprindo assim o mandamento de levar o Evangelho até os confins da terra.

Os Aplicativos
A grande maioria da população adotou os smartphones como elementos essenciais para a informação. Através dos aplicativos, as informações ficam interligadas e assim as comunicações ficam facilitadas entres os/as irmãos/ãs envolvidos/as no serviço. Favorecendo a prestação de contas entre os mais diversos ministérios da igreja, favorecendo as informações advindas dos/as líderes que ajudam no trabalho de cuidado pastoral.

Os aplicativos de videoconferência são uma tecnologia atual, amplamente disponível e que não demandam investimento inicial, visto que existem ferramentas grátis, com interfaces extremamente fáceis de usar. É cada vez maior o número de igrejas que estão empregando esta solução para aprofundar a comunicação e comunhão dos membros da igreja. 

As redes sociais
As redes sociais deram oportunidade às pessoas de expressarem suas opiniões e repartirem seus testemunhos de vida e milagres, além de gerar edificação ao Corpo de Cristo, proporcionando crescimento através do partilhar de experiências poderosas com Deus. 

Ao mesmo tempo, permitiu que as redes de informações relacionadas a pedidos de orações pudessem chegar com mais agilidade aos irmãos e irmãs da igreja, aos ministérios de intercessão. Permitiu que as escalas de trabalho pudessem ser transmitidas pelos/as líderes e assim o tempo do serviço fosse agilizado.

As ferramentas das redes sociais são muito importantes na interação entre os/as líderes ministeriais, mas também entre os/as líderes dos diversos grupos de discipulado e de classes da Escola Dominical. Precisamos fazer desses espaços ferramentas de interação e de compartilhamento mútuo da graça e do favor de Deus.

Sem dúvidas, a impressão que temos é de que fomos lançados/as em algo que anteriormente queríamos viver e fazer, mas estávamos ocupados/as demais com o que sabíamos fazer. Pois sabíamos muito bem realizar os cultos presenciais e desta forma estávamos estabelecidos/as como tal. Os dias atuais nos empurraram para essa demanda. A demanda da mensagem virtual, que ainda não alcançou todos/as, mas já alcançou muitos/as.

É fato que a igreja sempre teve interesse nessa tarefa de cumprir a chamada do evangelho, mas de uma forma intensa, precisamos arregaçar as mangas e investirmos na capacitação de pessoas para nos ajudar a levar a mensagem através dos aparatos tecnológicos. Nós podemos fazer isso, com segurança, responsabilidade e clareza de propósito.

O alcance das plataformas, a agilidade e o dinamismo das estratégias ligadas à internet, sem dúvida nenhuma, vão nos fazer chegar a lugares e pessoas que antes não conseguíamos alcançar com o trabalho convencional.

Por meio da tecnologia, existem diversas formas de o Evangelho ser comunicado e dessa forma expandido, e pela bondade de Deus, fazermos da internet um grande campo missionário.  


Publicado originalmente na edição de MAIO de 2020 do jornal Expositor Cristão 

*Reprodução parcial ou integral deste conteúdo autorizado desde que seja citado a fonte conforme abaixo:

[Nome do repórter ou autor], Expositor Cristão (Edição março de 2020)


Tags: sem tags no momento!