Publicado por Redação em Editorial, Opinião - 09/01/2016 às 14:36:36

Somos muitos, mas um só corpo!

Mãos de uma pessoa negra e outra pessoa branca unidas

Cristão já refletiu várias vezes sobre a diversidade, intolerância religiosa e racismo. O Colégio Episcopal fez vários pronunciamentos reafirmando a doutrina da Igreja Metodista combatendo essas chagas sociais que têm diminuído várias pessoas.

Retomei o assunto nesta edição. A princípio, seria apenas sobre a chacina que ocorreu no Rio de Janeiro envolvendo cinco jovens que foram mortos por policiais, mas a pauta se ampliou. Parece que o assunto ainda não foi esgotado na vida de muitas pessoas. O caso mais recente de injúria racial ocorreu no 1º Concílio Regional da Sétima Região Eclesiástica, no início de dezembro, quando foi feita uma denúncia ao plenário. “Desbancamos o urubu”, disse a denunciante ao ouvir a expressão de um pastor sobre outro pastor após as eleições da lista tríplice.
Um fato isolado, mas que foi repudiado imediatamente por todos/as os/as conciliares e pelo presidente do conclave, bispo Paulo Lockmann, que nomeou uma Comissão para cuidar do caso. No mesmo dia, o bispo Lockmann publicou um manifesto repudiando toda e qualquer ação discriminatória na vida da Igreja. O episódio ganhou uma repercussão negativa nas redes sociais rapidamente.
Quando será que as pessoas vão entender que a cor preta é apenas uma cor, assim como o branco, pardo, amarelo? A Igreja Metodista tem uma posição muito clara em relação ao amor ao próximo e à diversidade, seja ela qual for, de cor, sexo ou religião. Lembro-me das palavras do apóstolo Paulo quando escreveu aos Gálatas que “não há judeu nem grego, escravo ou livre, homem ou mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus”, ou ainda o próprio título desse editorial registrado em Romanos 12.5.

Ao retomar esse assunto procurei ouvir não somente as pessoas envolvidas no caso, mas também aquelas que são referência da Pastoral de Combate ao Racismo. É preciso reforçar quem, de fato, é o povo chamado metodista, a identidade, ideologia e, sobretudo, nosso amor. Somos um em Cristo Jesus!

Pr. José Geraldo Magalhães - Editor

Posts relacionados

Capa, Editorial, por José Geraldo Magalhães

Jornal EC julho 2020

Nas edições de julho de anos anteriores, sempre mencionamos os projetos missionários realizados nas Regiões Eclesiásticas e Missionárias. Este ano não foi possível por causa da pandemia.

Capa, Editorial, por José Geraldo Magalhães

Jornal EC maio 2020: uma Igreja virtual

Nos últimos dois meses, as igrejas, de modo geral, reinventaram-se devido à pandemia da Covid-19, que já deixou 5,1 mil mortos e 73,5 mil casos confirmados somente no Brasil até o fechamento desta edição.

Notícias, Notícia, Opinião, Internacional, por José Geraldo Magalhães

Testemunho: Um pouco da Amazônia!

A missionária do Projeto Sombra e Água Fresca (SAF) da Igreja Metodista, Emilly Everett, está a pouco menos de um ano no Brasil. Ela tem visitado alguns projetos do SAF pelo Brasil a fora para conhecer a realidade dos projetos e fazer a ponte entre Brasil e Estados Unidos em busca de parcerias. Durante o mês de abril, ela esteve acompanhando um grupo de voluntários americanos como tradutora de uma pediatra no Barco Hospital Metodista, em Manaus, na Região Missionária da Amazônia. confira o testemunho abaixo!