Publicado por Redação em Notícias - 03/01/2018 às 12:07:21

Lideranças discutem assuntos sobre a Rede Metodista de Educação

A mesa do Colégio Episcopal (CE) da Igreja Metodista se reuniu em dezembro, na Sede Nacional da organização, em São Paulo. A reunião precedeu o encontro da Coordenação Geral de Ação Missionária (Cogeam), que ocorreu na mesma semana. 

O encontro dos/as colegiados/as acontece regularmente para que as lideranças tenham a oportunidade de discutir os assuntos que permanecem sobre a mesa e iniciar o planejamento que interfere na vida e missão da Igreja para 2018.

Uma das pautas tratou sobre assuntos da Rede Metodista de Educação, tendo em vista, as demissões ocorridas na Universidade Metodista de São Paulo no dia 13 de dezembro. Segundo o Sindicato dos Professores do ABC, foram 50 pessoas demitidas na ocasião.

Os dois colegiados, CE e Cogeam, receberam professores/as da FaTeo e representantes da Rede Metodista de Educação para ouvir e serem ouvidos/as a respeito das demissões na UMESP. Posteriormente, os órgãos emitiram uma Nota Oficial a respeito do assunto, que foi publicada no site nacional da Igreja.

Confira: Pronunciamento do Colégio Episcopal sobre as demissões na UMESP


Escrito por Pastor José Geraldo Magalhães
Publicado originalmente no Jornal Expositor Cristão de janeiro/2018. Acesse aqui.


Posts relacionados

Notícias, Notícia, Metodismo, Episcopal, Liderança, por José Geraldo Magalhães Jr.

Palavra Episcopal: A preciosidade do ser humano e seus desafios

Nada como ter em mãos a fonte que revela a origem de princípios estabelecidos por Deus e de ações do Criador que definem os seus propósitos existenciais. Deus é o criador de todas as coisas, inclusive do ser humano, não podemos nos esquecer dessa verdade absoluta.

Notícias, por José Geraldo Magalhães Jr.

[Opinião] A Aldeia está triste e nós também!

A aldeia Bororó localizada em Dourados/MS ficou triste... e nós, também. O índio branco nos deixou. Índio branco? É assim que os indígenas costumam nos chamar por causa da cor da pele. Quem não índio é branco. O índio branco, que apesar de branco, era índio, partiu deixando nossos corações feridos e em lágrimas.