Publicado por José Geraldo Magalhães em Igreja e Sociedade - 26/09/2022 às 12:14:26

Tragédia e luto na Igreja Metodista da Venezuela

Oficiais de diferentes órgãos de resgate estabeleceram o Centro de Operações de Emergência do COE, no Clube Los Potreritos, para coordenar o atendimento dos jovens resgatados, aos quais prestaram atendimento médico primário, psicológico e de abrigo, ao mesmo tempo. para os desaparecidos continuou. Foto cortesia da Proteção Civil do estado de Táchira, Venezuela.

Um grupo de jovens do Conselho de Igrejas Evangélicas Metodistas da Venezuela (CIEMVE), que estava em um acampamento na cidade de La Lobatera, no estado de Táchira (fronteira com a Colômbia), foi inesperadamente arrastado pelo levante de um rio na zona.

Nos últimos relatórios publicados nas redes sociais pelas  autoridades de Proteção Civil do Estado de Táchira , sabe-se que 7 corpos sem vida de jovens desaparecidos foram resgatados.

Segundo a  mídia local , o grupo de aproximadamente 36 pessoas, entre jovens e lideranças, estava celebrando o acampamento nacional da Federação da Juventude Metodista da Venezuela (FJMV) em um clube da região. Parte do grupo estava realizando uma atividade ao ar livre quando ficaram presos pela subida prematura do fluxo do riacho "La Molina", que os impediu de voltar, de acordo com o que os sobreviventes relataram à mídia local.

De acordo com o governador do Estado de Táchira,  Freddy Bernal , 26 pessoas foram declaradas desaparecidas, das quais várias conseguiram retornar por meios próprios, 10 foram socorridas por socorristas e 7 foram encontradas mortas. Oficiais da Proteção Civil, da Polícia Estadual e da Guarda Nacional participaram da operação de resgate .

O diretor da Proteção Civil de Táchira ,  Yesnardo Canal ,  informou que até as 18h (horário venezuelano) deste sábado, 24 de setembro, os corpos dos falecidos não haviam sido identificados. O que foi confirmado é que dois dos corpos são de mulheres. No entanto, através das redes sociais, soube-se que um dos homens falecidos é Víctor Ramírez, líder nacional da juventude CIEMVE, e filho do bispo Thoby Ramírez.

FOTO ABAIXO:

Víctor Ramírez, líder nacional da juventude do CIEMVE, e filho do bispo Thoby Ramírez, morreu neste trágico incidente. Foto cortesia da Federação da Juventude Metodista da Venezuela (FJMV)

Víctor Ramírez, líder nacional da juventude do CIEMVE, e filho do bispo Thoby Ramírez, morreu neste trágico incidente. Foto cortesia da Federação da Juventude Metodista da Venezuela (FJMV)Segundo informações da mídia local, Víctor Ramírez se afogou ao tentar ajudar outros jovens que foram arrastados pela corrente. Ramírez foi um dos dois coordenadores e líderes que participarão deste acampamento nacional, que acontecerá entre os dias 23 e 25 de setembro, com a participação de jovens de igrejas de vários estados da Venezuela.

Por outro lado, o Canal Yesnardo, sublinhou que "a zona onde ocorreu este trágico incidente é de difícil acesso e com temperaturas baixas, razão pela qual os funcionários vão permanecer 24 horas por dia em trabalhos de busca e salvamento, avancei cerca de 13 quilómetros pouco antes de onde se presume que foram arrastados pela corrente”. 

NOTA: O Conselho de Igrejas Evangélicas Metodistas da Venezuela (CIEMVE), juntamente com a Comunidade Metodista Cristã da Venezuela (CCMV), são duas comunidades de fé que mantêm relações fraternas com a Igreja Metodista Unida.

Informações:

Rev. Gustavo Vasquez

Diretor de Notícias Metodista Unida para o público hispano-latino.


Igreja Metodista no Brasil lamenta tragédia com jovens metodistas na Venezuela


Posts relacionados

Igreja e Sociedade, por José Geraldo Magalhães

Nota de pesar: Márcio de Moraes

Com pesar, informamos e sentimos profundamente o falecimento, neste 11 de setembro de 2022, do professor Marcio de Moraes, que dedicou por diversos anos seus serviços e esforços pela Educação Metodista.

Igreja e Sociedade, por José Geraldo Magalhães

Consad emite nota sobre o deferimento cautelar para Recuperação Judicial da Educação Metodista

O juiz Gilberto Schäfer, da 2ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), deferiu nesta quarta-feira, 14/04, a cautelar antecedente à Recuperação Judicial da Educação Metodista.