Publicado por José Geraldo Magalhães Jr. em Artigo, Reflexão, Notícias | 04/06/2019 às 15:13:28


Quando a fraqueza nos atinge


Há dias em que tudo muda ao nosso redor. Pessoas nos ofendem, familiares nos humilham, amigos/as se afastam, no trabalho metas não são cumpridas e outras situações desanimadoras ocorrem durante o nosso dia. Há dias em que acordamos frágeis, vulneráveis e em muitas situações não conseguimos nem ter forças para orar. Em dias turbulentos, vem a sensação de que, por mais que estejamos seguindo os passos de Cristo, orando, jejuando, nada está adiantando, não conseguimos vislumbrar o agir de Deus. Nesses momentos, sentimos a tentação de fugirmos das pressões, com o medo de que nunca venceremos as dificuldades. Todos nós somos fracos e temos que reconhecer isso diariamente!

Geralmente, só quando a fraqueza nos atinge é que há um despertar do quanto precisamos de ajuda. Pode ser o orgulho ou até mesmo o intuito de não incomodar o próximo, mas por algum motivo deixamos de buscar auxílio. Precisamos adquirir a consciência de que sozinhos/as não conseguiremos resolver os nossos problemas e dificuldades. Precisamos da ajuda e essa ajuda deve vir de alguém mais forte que nós. Só Deus tem a força que nós precisamos para nos sustentar em nossas fraquezas e não há nada que Ele não possa fazer. 

Enquanto nossa natureza humana tender a ser autossuficiente, ter a falsa impressão que podemos controlar tudo, facilmente tenderemos a nos afastar da dependência do Senhor. Quando a fraqueza nos assola, quando nos sentimos incapazes de resolver certos problemas é que propendemos a buscar o auxílio e a vontade de Deus, entregando e confiando tudo em suas mãos poderosas. Nossa inteligência, nossos recursos financeiros, nossos/as amigos/as e até mesmo nossa família não nos bastam para nos sustentar nos momentos de fraqueza e solucionar nossas necessidades. Só a “graça de Deus” nos basta! Quando Paulo entendeu isso, diz: “Por isso, o amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco, é que sou forte” (2 Coríntios 12.9).

A fraqueza é a oportunidade que nos é dada para aprendermos a depender mais de Deus, não só de nós mesmos/as. A vitória gerada durante nosso perío­do de fraqueza nos mostra que toda força vem dEle, e que toda a honra e gloria deve ser para Ele. Paulo, quando estava passando por tribulações, Deus lhe ofereceu esta explicação: “Minha graça é suficiente a você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza” (2 Coríntios 12.9). Perceba que as tribulações forjaram Paulo a depender da graça do Senhor.

Portanto, comece hoje a depender mais do Senhor. Lance todos seus problemas e desafios em suas mãos. Confie que Ele o/a sustentará e o/a livrará de toda fraqueza. Lembre-se de que com Cristo já somos mais que vencedores/as! 

Jonathan Pescuma Monteiro
Igreja Metodista Central de Ribeirão Preto/SP

Publicado originalmente na edição de junho de 2019


Tags: artigo