Publicado por Redação em Notícias - 05/03/2018 às 13:32:36

Moçambique terá novo missionário brasileiro

O Colégio Episcopal definiu o novo missionário para Moçambique: Ailton Machado da 1ª Região Eclesiástica irá deixar o Brasil ao lado da esposa, Ana Lúcia de Farias, e o filho, Victhor Hugo de Farias Machado. O Pastor Ailton, até o fechamento desta edição, está em uma imersão na Faculdade de Teologia (Fateo) enquanto aguarda a documentação ficar pronta para embarcar. O processo de escolha foi por meio de edital divulgado no site da Sede Nacional no ano passado. 

Como, quando e onde o senhor iniciou o ministério Pastoral? 
Nosso ministério se iniciou em 2008 após formação teológica na UMESP. A primeira nomeação foi para Campos dos Goytacazes/RJ.

Como surgiu o desafio de ir para Moçambique e quando vai viajar para lá? 
Tive o primeiro contato com o programa de missão para Moçambique em 2014 através do site da sede nacional. Na ocasião o Senhor gerou em nós um desejo muito forte por este ministério missionário. Participamos de todo o processo, mas aprouve Deus de não termos sido selecionados. No final de 2017, quando houve novamente a necessidade de envio missionário, mais uma vez ardeu este propósito em nosso coração e desta vez fomos selecionados. 

E sua família, como tem reagido a essa opção missionária?
Minha esposa e filho têm se envolvido desde a primeira inscrição em 2014. Agora que estamos cumprindo os preparativos para a viagem, estamos juntos nos dedicando no preparo ao cumprimento da missão que nos é proposta. Posso definir esta reação com as palavras alegria e responsabilidade. Da mesma forma, a família que fica, mesmo com o pesar da distância, tem nos dado suporte emocional para assumir esta missão.

Como Deus o preparou para assumir esse compromisso missionário?
Um pouco difícil responder a esta pergunta de forma objetiva. Quando do meu chamado pastoral, ainda na adolescência, tinha a plena convicção que este se restringia à realidade eclesial. Contudo, já no seminário e além dele fui tendo experiências em que nossa visão de ministério pastoral e de igreja foi se ampliando a ponto de entender que ministério pastoral e ministério missionário não são excludentes entre si e ainda que Deus tinha preparado para nós a oportunidade de viver ambos.

Em que local você ficará e quais serão suas atribuições lá?
Ainda estamos colhendo as informações sobre localização e atribuições, confesso que ainda não temos todas sistematizadas. A princípio, o que posso afirmar é que estaremos próximos às dependências do Seminário Metodista, em Cambine, assumindo uma cadeira destinada a um pastor brasileiro, concedida pelo intercâmbio entre a Igreja Metodista dos dois países.

Algo o preocupa?
Sinceramente, não corresponder à altura da obra que está nos sendo confiada. Contudo, como temos experimentado até agora nesses dez anos de ministério pastoral, creio que a boa mão do Senhor estará nos guiando e auxiliando em todas as coisas e ainda que a família e igreja aqui no Brasil serão nosso suporte em oração, orientação e afeto, fatores essenciais da caminhada cristã que transpõe a barreira da distância. 

Pr. José Geraldo Magalhães
Publicado originalmente no Jornal EC de março de 2018. Acesse aqui.


Posts relacionados

Atualidade, 20º Concílio Geral, Metodismo, Notícias, por José Geraldo Magalhães Jr.

Concílios Regionais elegem candidatos/as ao episcopado

O primeiro Concílio Regional foi em outubro  (dias 17 a 19) na Região Missionária da Amazônia. Além de relatórios apresentados e eleição de novos/as presbíteros/as, os/as delegados/as elegeram os/as presbíteros/as para compor a lista tríplice da Rema para concorrer ao episcopado no próximo Concílio Geral (CG).

Notícias, Igreja e Sociedade, Educação, Reflexão, Atualidade, por José Geraldo Magalhães Jr.

No Setembro Amarelo, Pastoral da UMESP realiza ação de conscientização sobre suicídio

Uma pequena dobradura amarela que se transforma em embarcação traz a mensagem “Você não está só neste barco”. Dentro, outra mensagem, agora em tom de aviso: “Não desista. Peça ajuda. Disque 188 CVV”.