Publicado por Redação em Discipulado, Notícias - 08/10/2018 às 10:05:16

Escola Dominical: espaço de missão, formação e discipulado

2018-10-ed-735-800x568.jpg

Falar de escola Dominical e de Educação Cristã na Igreja Metodista é falar de coisas que, desde o início de sua história, foram consideradas prioritárias para o desenvolvimento da salvação e da vida cristã. A educação está na base da experiência cristã. Ela é uma ação divina na vida humana, obra da graça de Deus que possibilita o seu desenvolvimento.

A “paternidade” da Escola Dominical é atribuída a Robert Raikes, embora, antes dele, uma metodista chamada Hanna Ball tenha iniciado um trabalho de ensino da Bíblia para crianças aos domingos. Raikes foi responsável por um “movimento” chamado Escola Dominical que, rapidamente, se espalhou por todo o Reino Unido, alcançando milhares de crianças e jovens.

A Escola Dominical, em sua origem, foi uma ação missionária voltada para crianças e adolescentes entre 6 e 14 anos, que estavam em situação de risco e vulnerabilidade. O ensino da Bíblia fazia parte dessa Escola, mas o conteúdo ia além dela: ensinava-se moral e cívica, leitura, gramática e aritmética.

Outra característica importante a destacar é que a Escola Dominical foi fruto de um movimento leigo, os/as seus/as principais agentes não eram clérigos/as, mas pessoas não ordenadas que se sentiram vocacionadas para esse ministério. Não apenas no início, mas ao longo de sua história, a Escola Dominical se constitui num espaço privilegiado de serviço cristão e de formação de pessoas para os diferentes ministérios.

É também estreita a relação entre Escola Dominical e Missão: na expansão missionária da Igreja Metodista, a educação sempre ocupou lugar de destaque. A Escola Dominical, em particular, foi importante espaço de evangelização. Boa parte de nossas igrejas, por exemplo, começou com a Escola Dominical, geralmente, com crianças.

Além disso, a Escola Dominical é um privilegiado espaço para o desenvolvimento da comunhão e crescimento humano. Nela, desde a infância, somos estimulados/as ao exercício de interpretar o texto sagrado lançando luz sobre a realidade da vida; a trocar experiências; a falar e a ouvir o/a outro/a. Ela cria um ambiente e uma dinâmica propícios para o desenvolvimento da afetividade e comprometimento mútuo. Escola Dominical é lugar de discipulado!

Essas são apenas algumas razões que nos levam a agradecer a Deus por tão importante meio de graça e a renovar nosso compromisso com sua manutenção, revitalização e expansão. 

Pastor Eber Borges da Costa | Coordenador Nacional de Educação Cristã
Publicada originalmente no Jornal Expositor Cristão de outubro


Posts relacionados

Discipulado, Liderança, Metodismo, Notícias, por José Geraldo Magalhães Jr.

Encontro nacional de discipulado e missões será em 2020

A Câmara Nacional de Discipulado (CND) da Igreja Metodista reuniu-se nos dias 28 a 30 de agosto nas dependências da Sede Nacional da Igreja Metodista, em São Paulo.

Artigo, Reflexão, Episcopal, Opinião, Notícias, por José Geraldo Magalhães Jr.

Palavra Episcopal EC outubro: Duas mães e um rei justo: quem temos sido nessa história?

O texto mencionado acima revela algumas realidades humanas que nos fazem refletir, bem como devem nos fazer reagir positivamente com santa indignação e amorosa compaixão. Temos três personagens em destaque nesta narrativa. O rei justo que existe para promover justiça e paz. A mãe que perde o filho por acidente ou descuido e a mãe que poderia ter perdido o filho por roubo.