Publicado por Redação em Última Edição, Editorial, Capa, Notícia - 21/12/2023 às 15:31:06

EC de Dezembro: Firmes e Fortes na Missão (Vol. 137 N. 5 2023)

2023 MOSTRA QUE ENFRENTAMOS DESAFIOS E CUMPRIMOS A MISSÃO

 

Ciclo é uma sucessão de eventos dentro de um tempo específico. O final de um ano marca uma transição de ciclos; afinal, é um tempo que se encerra e outro que inicia. É inerente ao ser humano a marca dessas fases e, involuntariamente, experimentar a renovação da expectativa de coisas novas. A Igreja também vive fases e ciclos. Para a Igreja Metodista brasileira, 2023 foi um ano de renovação de lideranças, reorganização geográfica, muitas apreensões diante de uma crise para administrar sobre as instituições de ensino, e muitas decisões. 2023 foi o primeiro ano desde 2020 onde o tema da COVID-19 perdeu o protagonismo e tivemos que encarar a vida sem a justificativa (plausível) da pandemia para nossas limitações. O Expositor Cristão trilhou por todos esses caminhos mostrando que, em meio aos desafios, a Igreja Metodista não parou. Desde os tempos da Igreja Primitiva apresentada no livro de Atos dos Apóstolos, a crise sempre foi impulsionadora do avanço
da Missão do Reino de Deus.


O Expositor Cristão cumpriu seu papel como um dos pilares da nossa conexionalidade, pois não deixou de mostrar que “em todo canto” tem gente que entende os ciclos como oportunidades de agir. Não existe “terra arrasada”! Muita coisa foi feita para a expansão da pregação da Palavra. Não se trata de “tapar o sol com peneira” ou triunfalismo barato, mas confiar que enquanto tiver gente que ama a missão dada por Deus ao Seu povo, nenhuma crise impede o avanço da Igreja.

 

A redistribuição geográfica dos Campos Missionários do Norte e Nordeste assustou todo mundo no início do ano, mas foi potencializada pela união de Regiões que amam missões com obreiros e obreiras que tiveram humildade de se abrir para caminharem juntos. Cada programação das Federações e Confederações mostrou a força que a sociabilidade desperta nos metodistas. Um departamento importante para nós, que é a Escola Dominical, não ficou de fora das ações da Igreja Metodista nesse ciclo que está se encerrando, conseguindo se reinventar através de material produzido com um novo time, que não mediu esforços para apresentar o melhor da criatividade e conteúdo através das novas revistas de estudos. Cada evento de lançamento dos materiais e ações do Departamento Nacional de Escola Dominical gerou entusiasmo surpreendente.


Se o fim do ano de 2023 encerra um ciclo onde a Igreja Metodista mostrou sua relevância e atuação missionária em meio aos desafios, o novo ano sinaliza um tempo de avaliações e preparação para estágios mais abrangentes através das reuniões, congressos e concílios. É tempo de “virar a chave” para a fase dos planejamentos, baseados em tudo que se experimentamos até aqui.

 

Na Bíblia, vemos Deus animando o profeta Elias, afirmando que outras pessoas em Israel não tinham sucumbido à adoração aos falsos deuses. A cura e entusiasmos também se renovam ao saber o que tem acontecido ao nosso redor, enquanto a tentação de desanimar é forte. O Expositor Cristão continuará sendo esse instrumento estratégico na vida da Igreja Metodista para mostrar que “muitos joelhos não se dobraram” à paralisação, compilando e publicando o que o nosso povo pensa e faz para que a advertência de John Wesley não se concretize jamais em nossa prática eclesiástica, que é a de nos tornarmos uma seita morta em forma de religião. 

 

Que o ciclo do ano de 2024 seja trilhado pelo povo metodista com coragem e unção do Senhor! 

 

Bispo Bruno Roberto

Bispo Assessor da Área de Comunicação


Posts relacionados

Capa, Editorial, por José Geraldo Magalhães

EC de março: as mulheres e a missão no Novo Testamento

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, procuramos trazer na matéria de capa o trabalho delas na Seara do Senhor. Na verdade, a iniciativa veio a calhar com a solicitação enviada de alguns/as leitores/as para a publicação de mais estudos e doutrinas em nosso jornal. Portanto, iniciamos a série Mulheres na Missão.