Publicado por José Geraldo Magalhães Jr. em Capa | 08/05/2019 às 15:02:33


Pastor metodista compartilha experiência do grupo de Pastoreio de Pastores


Redação EC

Na edição de abril do Expositor Cristão, abordamos o tema da Liderança Pastoral e o gemido do Corpo Pastoral. Tema bastante atual e de suma importância na caminhada da Igreja. Na reportagem, destacamos alguns pontos que podem ocasionar a depressão. Demos ênfase em uma pesquisa sobre o assunto que pode ajudar líderes religiosos a tratar da doença como destacou a Bispa Marisa de Freitas Ferreira na entrevista. Alguns caminhos foram apontados para ajudar os pastores e as pastoras que têm depressão.  O Pastoreio de Pastores e Pastoras é uma saída como apontou na matéria o Pastor Helerson Alves Nogueira. A Bispa Marisa destacou que é preciso buscar ajuda clínica.

Tendo em vista a relevância do assunto, o entrevistado do mês sobre o mesmo assunto é o Pastor Alexander Christian Rodrigues Antunes, pastor na Igreja Metodista Central em São José dos Campos/SP e Superintendente Distrital do Distrito do Vale do Paraíba. O Pastor Alex, como é conhecido, compartilhou um pouco da experiência com o Pastoreio de Pastores em seu Distrito. 

Dêem-me cem homens que a nada mais temam senão o pecado
e a nada mais desejem senão a Deus, e não importará se eles são
clérigos ou leigos, garanto-lhe que sacudirão as portas do inferno e
edificarão o Reino de Deus sobre a terra. (John Wesley) 

1) Como é desenvolvido o Pastoreio de Pastores em seu Distrito?
 
Nosso distrito é o do Vale do Paraíba com abrangência da Serra da Mantiqueira e Litoral Norte. Nossas reuniões de Pastoreio acontecem nas igrejas do distrito e as datas são publicadas, no início de cada ano eclesiástico, na agenda anual distrital. No primeiro encontro do ano, no mês de fevereiro, realizamos o Concílio Distrital com o Pastoreio de esposas/os de Pastores/as. Atualmente temos duas esposas liderando o Pastoreio de Esposas. Depois da distribuição da agenda distrital, no concílio de fevereiro, temos de três a quatro convocações para pastoreio, uma convocação para o Retiro Anual das Famílias Pastorais e o incentivo para que os líderes dos grupos de pastoreio também promovam encontros com seus grupos fora da agenda do distrito. 
O formato dos encontros de pastoreio acontecem da seguinte forma:
1) Chegada;
2) Café da manhã;
3) Devocional com palavra motivacional;
4) Divisão dos grupos: atualmente contamos com 6 grupos de pastores/as e um grupo único de esposas
5) Após a reunião dos grupos encerramos com os avisos e almoço, às vezes ofertado pela igreja, às vezes oferecido por um valor simbólico pela igreja que  acolhe.
 
A maior parte dos/as pastores/as e esposas participam do Pastoreio Distrital. O SD fica responsável por pastorear/discipular os/as líderes dos pequenos grupos de pastoreio.
 
2) Quais os caminhos viáveis nesse pastoreio para evitar a depressão e, posteriormente, ao suicídio de pastores?
Temos procurado observar os sinais na vida de cada pastor/a nas reuniões e fora das reuniões. Às vezes algumas pistas ficam explícitas em manifestações ou não manifestações nos grupos de whats do distrito, nas redes sociais. Na condição de SD tenho solicitado relatórios para os/as líderes de grupos de pastoreio sobre as manifestações em reuniões dos pgs e no contato "um a um". O acompanhamento e encontros no interregno entre um encontro de pastoreio e outro é fundamental para percepções e auxílios pontuais.
 
3) Em sua percepção, o pastoreio de pastores é um caminho para se evitar a depressão? Por quê?

Com certeza, no pastoreio temos a oportunidade de vivermos na prática um aprofundamento de relacionamentos que desembocará inevitavelmente em uma confiança no líder/grupo e permitirá a abertura de coração para solicitação e ou apresentação de um pedido de ajuda.
 
4) Como estabelecer relação de confiança no grupo de pastoreio de pastores, ou seja, a partir de qual encontro, as pessoas começam a abrir suas vidas?
 A relação de confiança é alcançada com o aprofundamento de relacionamentos entre os participantes do grupo. Daí a importância de encontros informais que aconteçam fora da agenda do distrito. Tenho desafiado constantemente os líderes dos grupos de pastoreio para que promovam momentos de comunhão, visitas, passeios, encontros...
 
5) Há algo que queira relatar dentro dessa pauta?
O Pastoreio de Esposas tem sido uma ferramenta excepcional para fortalecer o corpo, alma e espírito das esposas. Recentemente li um artigo que apresentava  o número crescente de esposas que estão praticando o suicídio. No Vale temos o desejo de iniciar em breve um projeto que contemple o Pastoreio dos/as filhos/as de pastores/as. O Retiro Anual Distrital das Famílias Pastorais tem sido um bálsamo do Senhor  sobre todos nós. No retiro priorizamos ministrações que visam o fortalecimentos das famílias pastorais e momentos de lazer que permitam o aprofundamento dos relacionamentos.
 
 Rev. Alexander Christian Rodrigues Antunes

Pastor da Igreja Metodista Central em São José dos Campos e SD do Distrito do Vale do Paraíba

PARA LER A REPORTAGEM DE CAPA DA EDIÇÃO DE ABRIL CLIQUE AQUI!
 


Tags: pastoreio-pastores, depressao