Publicado por José Geraldo Magalhães Jr. em Missão | 10/02/2020 às 14:59:30


Metodistas se mobilizam para ajudar vítimas das enchentes


Pr. José Geraldo Magalhães | EC /SP

“Chuva entre 30 mm/h e 60 mm/h ou 50 mm/dia e 100 mm/dia. Risco de alagamentos, deslizamentos de encostas, transbordamentos de rios, em cidades com tais áreas de risco”. O alerta foi publicado dia 26 de janeiro pelo Instituto Nacional de Meteorologia e levou metodistas de várias igrejas a se mobilizarem. Regiões mais atingidas foram nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

Segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, até o fechamento desta edição, o número de mortes no estado subiu para 44, sendo que 19 pessoas continuam desaparecidas. Segundo o órgão, em boletim publicado dia 26 de janeiro, 99 cidades estão em estado de emergência. A cidade com mais mortes confirmadas é Belo Horizonte: 13; em toda a região metropolitana, 26 pessoas morreram. De acordo com a Defesa Civil, 19 pessoas continuam desaparecidas. Doze pessoas ficaram feridas. Minas Gerais registra 3.354 desabrigados/as e 13.887 desalojados/as. Veja algumas cidades que mais sofreram com a chuva.

Sabará
Cerca de 500 pessoas ficaram desalojadas em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), no dia 24 de janeiro. As famílias de cinco bairros tiveram que deixar as casas após o transbordamento do rio das Velhas. De acordo com a Prefeitura de Sabará, as vítimas das chuvas intensas, registradas desde o dia 23, foram levadas para o Ginásio Siderúrgica. Arrecadação de colchões, agasalhos, água e produtos de higiene foi feita na Escola Estadual Zoroastro Viana Passos, na Praça Melo Viana.

O Pastor Marco Fortes (editado no online), que mora na Fazendinha, no Bairro Roça Grande, em Sabará, relatou ao EC como o rio das Velhas subiu rápido deixando várias pessoas desalojadas. “O temporal que atingiu Sabará foi muito forte. Várias casas ficaram debaixo do rio – sumiram. Não há acesso para Belo Horizonte. A cidade está isolada”, disse o pastor, que trabalha no Izabela Hendrix, em Belo Horizonte, um dos postos de arrecadação para as pessoas de Sabará e Belo Horizonte.

Carangola (foto ao lado)
A Igreja Metodista Central em Carangola também foi atingida. A água chegou a mais de um metro de altura dentro do templo. A perda foi grande. O Pastor Márcio Abreu gravou vídeos após o temporal em que ele mesmo relatou a dificuldade de abrir o templo para ver os estragos. “Momento muito difícil agora ao abrir o templo para ver o que restou”, disse ao entrar no templo e se deparar com bancos fora dos lugares, secretaria destruída e lama para todos os lados. 

Segundo o Pastor Márcio Abreu, parte da limpeza já estava sendo feita. “Conseguimos fazer uma limpeza geral, tirar o barro de dentro da igreja, mas ainda não temos condições de nos reunir. É um momento muito doloroso porque não é somente nossa igreja que foi atingida, mas toda a cidade de Carangola. Muitas pessoas também estão sofrendo nesse momento”, destacou o Pastor Márcio.

Iconha
O estado do Espírito Santo também sofre com a chuva de janeiro: 160 pessoas ilhadas foram resgatadas em Cachoeiro do Itapemirim e Castelo, sendo 80 em cada cidade. Os resgates foram feitos com helicópteros e embarcações na noite do dia 25 de janeiro e manhã do dia seguinte. Até o fechamento desta edição, mais de 5 mil pessoas ficaram fora de casa, entre desalojados/as e desabrigados/as, por causa dos temporais no estado.

As informações são da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil. O porta-voz do Corpo de Bombeiros do Espírito Santo, tenente-coronel Carlos Vagner Borges, explicou que muitas dessas famílias estavam em locais de difícil acesso. “As pessoas foram resgatadas por helicópteros e embarcações, pois, em muitos casos, há um risco muito grande de as casas desabarem. Então, é necessário retirar essas pessoas com urgência”, frisou o militar.

O Pastor Oswaldo Júnior estava de férias no Espírito Santo e relatou a situação por lá. “A base de recebimento de doações está sendo feita na Associação dos Caminhoneiros do Sul do Espírito Santo – ASCAMES. Os/as metodistas se fizeram presentes abraçando mais essa causa, sendo impactados/as pela emoção que a realidade gera em cada coração”, disse o pastor.

O voluntário Emerson Araújo Ramos, de Presidente Kennedy, distante cerca e cem quilômetros, também conversou com o Expositor Cristão. “Diante da situação das calamidades, nós ficamos sabendo pelas redes sociais e televisão, mas por mais que somos sensibilizados/as, nós nos movemos para ajudar. Entendemos que deveríamos estar ali. Deixamos nossos afazeres e fomos responder a esse chamado do Senhor. Era algo imediato. Estivemos ali e ficamos muito felizes em ajudar, vieram vários caminhões com roupas, alimentos e muitos/as voluntários/as”, contou Emerson.

Joice Ferreira, também de Presidente Kennedy, explicou como foi difícil ouvir o relato das pessoas que perderam tudo. “Foi muito triste ver meu município vizinho sendo destruído pela forte chuva, irmãos e irmãs perdendo suas próprias casas e não tendo nem roupas para vestir. Ouvimos muitos relatos de pessoas e nós vimos nos rostos a tristeza e o lamento profundo. O que mais me confortou foi a união dos/as voluntários/as e dos outros municípios vizinhos pela ação solidária”, destacou Joice.

Ações Recomendadas
Em caso de chuva intensa, sempre consultar o Instituto Nacional de Meteorologia para ver áreas de riscos. Evite enfrentar o mau tempo; observe alteração nas encostas; se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia; em caso de situação de inundação, ou similar, proteja seus pertences da água envoltos em sacos plásticos; obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193). 

// Doações IM Carangola
Associação da Igreja Metodista 4a RE 
CNPJ 03.832.239/0046-18
Conta CAIXA
Conta poupança
Agência: 0105
Operação: 013
Conta: 1560-4

 


Publicado originalmente na edição de FEVEREIRO de 2020 do jornal Expositor Cristão 

*Reprodução parcial ou integral deste conteúdo autorizado desde que seja citado a fonte conforme abaixo:

[Nome do repórter], Expositor Cristão (Edição fevereiro de 2020)


Tags: sem tags no momento!