Publicado em Notícias, Igreja e Sociedade | 03/07/2018 às 16:29:50


João “Evangebike”: evangelismo sobre duas rodas pelas ruas do Rio

2018-07-evangebike-338-800x568.jpg

Há 18 anos anunciando o evangelho numa bicicleta

Para você que é de fora do estado do Rio de Janeiro, provavelmente nunca tenha ouvido falar do sr. João Alberto Pereira de Aguiar, mas se falarmos do evangelista João "Evangebike", talvez você se lembre. O Expositor Cristão já contou a história desse servo que pedala sua bicicleta pelas ruas do Rio de Janeiro espalhando o evangelho em seu quadro de avisos itinerante. 

Metodista da Central de Nova Iguaçu/RJ, o sr. João Evangebike escreveu para nossa redação contando mais uma vez sua história. No envelope, materiais, além de fotos da missão em cima de duas rodas que carregam uma armação de ferro com mais de quatro metros de altura. No topo da armação, uma placa com os dizeres “Glória a Deus” se destaca ao lado do versículo de João 8.32.

Quando ligamos para o sr. João, ele prontamente atendeu o telefone apresentando-se: “João Evangebike”. Em nossa conversa, ele testemunhou que esse ministério começou no ano 2000 e se ampliou em 2008. “A pedido do Bispo Paulo Lockmann, comecei a pedalar também no centro do Rio”, disse. Já com quase 80 anos de idade e a preocupação da família, o sr. João Evangebike pedala agora somente em Nova Iguaçu.

O ministério foi inspirado quando ele lia as escrituras. “Estava lendo o livro do profeta Habacuque 2.1-2 que diz: ‘Escreve a visão, grava-a sobre tábuas, para que a possa ler até quem passa correndo’. E comecei a pensar como poderia aplicar no meu ministério. Senti que o Espírito Santo me usasse através de uma bicicleta. Quando Deus me falou, ele me pediu para ficar de boca fechada. Só falo quando alguém me pergunta alguma coisa”, disse o sr. João. 

Ter a aprovação da esposa presbiteriana, Erinete Maria Fernandes, na época não foi fácil, muito menos do pastor da Igreja Presbiteriana, na qual ele era presbítero. “Quando minha esposa viu a bicicleta eu disse que era coisa de Deus. Ela disse que não estava gostando. Já o pastor presbiteriano me chamou e disse: ‘se você continuar colocando a bicicleta na frente da Igreja, eu tiro’”, contou. 

Foi o suficiente para o sr. João Evangebike procurar a Igreja Metodista em Nova Iguaçu. “Assentei-me no último banco e o pastor me procurou no final do culto. ‘O senhor que está com aquela bicicleta lá fora?’. Eu disse ‘sim, sou eu’. Para minha surpresa, o pastor Luiz Tonietto me disse que se eu fizesse uma outra bicicleta daquela ele sairia comigo pelas ruas da cidade. Pois fiz a bicicleta e durante cinco anos ele pedalou comigo. Só parou porque sofreu um acidente automobilístico que o impediu de pedalar, mas ele continua com o ministério numa motinha. Na cidade onde está nomeado ele é conhecido como o pastor da motinha”, disse. Hoje, o ministério do sr. João é aceito na Igreja Presbiteriana, ele é convidado para pregar, cantar hinos, enquanto a esposa continua na Igreja Presbiteriana.

Apoio

O Pastor Ednaldo Breves, que chegou à Igreja Central de Nova Iguaçu este ano, apoia o trabalho evangelístico do irmão. “Nossa Igreja quer continuar dando todo o apoio ao nosso irmão, custeando as despesas de almoço e reparos em sua bicicleta quando necessário, além de ajudá-lo na produção de suas faixas e materiais para evangelização. Ele é um ícone da região pelo que representa na história do metodismo”, disse o pastor.

O trabalho missionário do sr. João Evangebike já foi veiculado na TV Futura e na TV Brasil, que gravam programas no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Cuba, destacando a criatividade de pessoas que dão um toque especial às paisagens de centros urbanos da América Latina. Na 1ª Região Eclesiástica, ele já foi homenageado em várias programações regionais, inclusive em Concílios. 

Pr. José Geraldo Magalhães
Publicado originalmente no Jornal Expositor Cristão de julho/2018


Tags: sem tags no momento!