Publicado em Notícias | 05/01/2018 às 09:15:12


Férias no Nordeste: tempo de conexão e missão


Fotos: Arquivo Remne

Quando o calendário anuncia os últimos dias do “ano velho”, a expectativa das férias abre o ano novo com entusiasmo. Com sol o ano inteiro e paisagens inspiradoras, o Nordeste é o destino número um dos/as brasileiros/as, segundo o Ministério do Turismo. A pesquisa Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem (2016) destaca que a região foi indicada como destino de 50,7% dos/as brasileiros/as que pretendiam viajar nas férias; o Sul é a segunda região na preferência dos viajantes. 

Na região do Nordeste, há praia, gastronomia, cultura, artesanato. Mas não é só isso. Presente em todas as capitais nordestinas e em diversas cidades do interior, a Igreja Metodista também é um dos destinos visitados pelos/as turistas metodistas de outras regiões. 

Do convite à conversão

O mandamento “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16.15) não define tempo nem ocasião. Foi assim que pensou a metodista Luciana Lima, que congrega na Igreja de Coxim, no Mato Grosso do Sul. No início de 2015, em uma viagem à capital paraibana, convidou sua prima, Karen Cristina Junqueira, para visitar a Congregação do Bessa, em João Pessoa. No Nordeste, a metodista do Mato Grosso do Sul se sentiu em casa e logo apresentou a prima à comunidade de fé.

Karen, que não é paraibana, estava passando um tempo em João Pessoa, para a realização de concursos públicos. Apesar de estar ocupada nos três turnos, enquanto trabalhava e estudava, conseguia frequentar a Congregação nos fins de semana e compartilhava a amizade dos/as irmãos/ãs da Igreja, que logo a encaminharam para um período de discipulado, culminando em seu batismo, no mês de dezembro de 2015.

Para Karen, o convite foi o início de uma mudança de vida. Pois, nas palavras dela, foi apresentada a “anjos”, que Deus usou para ajudá-la em sua caminhada. “Foi muito importante para mim, pois não conhecia ninguém, e quando minha prima me convidou para ir à Igreja, Deus colocou o desejo no meu coração de me batizar. Conheci pessoas sensacionais que me ajudaram muito. Tinha um problema cardíaco e não sabia, descobri quando voltei e me tratei; se não fosse o apoio de todos/as, não teria conseguido passar por isso”, afirmou Karen.

Depois dos nove meses morando na capital paraibana, Karen Cristina retornou para sua região e atualmente está morando em Presidente Prudente/SP. Ela congrega na Igreja Metodista Novo Bongiovane e afirma que está cada dia mais firme no evangelho, sendo grata a Deus por ter sido convidada pela prima para conhecer uma Igreja Metodista no Nordeste e ter sido abraçada pela comunidade de fé. “Todos os ensinamentos que eles/as me deram me ajudaram muito a continuar firme na caminhada. Tenho uma gratidão eterna por tê-los/as conhecido, sinto falta das pessoas de lá de João Pessoa”, diz. 

Clima e corações aquecidos

Uma feliz coincidência foi que a líder que acolheu Karen Cristina na Congregação do Bessa, em João Pessoa, também não é nativa da Região Nordeste. A missionária Claudete Costa nasceu em Barra Mansa, no Norte Fluminense, e depois de cursar Teologia, Missiologia, frequentar a Escola de Missões, ter experiências missionárias nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Amazonas e em países como Paraguai, Chile e África, foi designada em 2011, pela 3a Região, em São Paulo, para atuar no município de Acaraú, litoral do Ceará.

Para a missionária, o destaque do novo trabalho foi a hospitalidade, a alegria, a dinamicidade do povo, que é muito acolhedor, respeitoso e cuidadoso com ela e também com as pessoas que visitam a região. “Eles/as são muito zelosos/as com tudo que fazem. Têm muito cuidado com a natureza, com o desperdício de água e de comida, e respeito com as pessoas. Como morava próximo a uma comunidade de pescadores/as, eles/as distri­buíam as primícias de seus trabalhos com os/as obreiros/as das Igreja”, lembra a missionária. 

“Existe ainda uma valorização muito forte da cultura local, pois quando se visita uma casa da comunidade, você é convidado/a a conhecer as iguarias de sua culinária e as particularidades regionais. Eles/as têm prazer em mostrar sua cultura para os/as visitantes”, enfatizou a missionária.

Em 2015, Claudete foi nomea­da para a Congregação do Bessa, que fica em João Pessoa, no bairro de mesmo nome. A praia é considerada uma das mais belas da capital paraibana, sendo nomeada pela mídia local como CariBessa, pelas características naturais que se assemelham às praias do Caribe.

A missionária afirmou que encontrou na comunidade a mesma paixão pela autenticidade cultural. “Eles/as não perderam suas raízes, são muito verdadeiros/as, cultivam a simplicidade do/a nordestino/a, que não se vende, nem negocia seu caráter”, enfatiza. Outro destaque é a receptividade do povo litorâneo, ela conta que quando se senta à beira-mar, em pouco tempo chega alguém que logo a faz se sentir parte do local, como se ela sempre tivesse pertencido àquela comunidade, uma característica importante, já que a cidade recebe muitos/as visitantes, inclusive metodistas de outras regiões que visitam nossas Igrejas.

Para as férias e para a vida



Além de ser uma das re­giões mais visitadas no período de férias, o Nordeste tem sido um local aonde muitos/as metodistas/as de outras regiões estão indo para morar, seja por escolha pessoal ou por transferência motivada por negócios ou trabalho. A cidade de Natal, capital do Rio Grande do Norte, é uma das cidades que recebem muitos/as metodistas para residirem pelo fato de apresentar um forte crescimento econômico e bases militares, com destaque para a base aérea na Região Metropolitana da Capital.

Segundo o Pastor Georg Emmerich, na Igreja Central de Natal, existe uma atenção especial para os/as visitantes turistas e as pessoas que chegam à cidade para morar, pois esta é uma realidade da região, por ser um polo turístico e por estar em plena expansão econômica, sendo uma das regiões que têm apresentado um crescimento médio acima da média nacional, segundo informações do IBGE.

A atenção que o pastor falou anteriormente é confirmada pelas palavras da irmã Ieda Carmelindo, que morava em Minas Gerais e há cerca de quatro anos visita a Igreja de Natal. “A Igreja Metodista Central de Natal me acolheu como visitante e, posteriormente, como membro quando me mudei para a cidade, em 2017. É uma Igreja alegre, calorosa e missionária”, ressalta. 

Um Nordeste inteiro para se conectar

Recife, Fortaleza e Salvador estão entre as capitais nordestinas mais visitadas pelos turistas. Nessas cidades o metodismo está fortemente presente e ativo, com congregações em diversos bairros. Em Salvador, por exemplo, a igreja central está localizada na Praia do Rio Vermelho, que possui diversos hotéis e pousadas. De acordo com o pastor André Nunes, o Rio Vermelho é o bairro “mais boêmio da cidade”, com muitos bares, restaurantes e casas de shows ao vivo. No entanto, a Igreja Metodista Central de Salvador oferece um refúgio para quem deseja ouvir a Palavra de Deus. E para quem estiver de passagem na capital baiana, o pastor destaca: “nossa igreja tem trabalho nos domingos às 9h e às 18h, e na quarta-feira às 19h. É uma igreja extremamente alegre e receptiva”, destaca.

Há também metodistas de outras regiões que aproveitam as férias para dedicar tempo à missão. De olho nisso, o projeto Missão Nordeste esteve em João Pessoa/PB e em Maxinaré/RN, em julho de 2015. O trabalho missionário nas praias da capital foi pauta para a TV local. No ano passado, foram as igrejas de Salvador, Aporá e Porto Seguro que receberam a equipe de missionários/as metodistas do Rio de Janeiro, sob a coordenação do irmão Sebastião Castro (da IM em Botafogo) em parceria com a Escola de Missões. 

Seja por motivo de trabalho, turismo ou lazer, quem visita o Nordeste poderá encontrar, nas capitais e nas principais cidades do interior, igrejas metodistas que oferecem acolhimento, alegria e vigor missionário. Se você é metodista e está programando uma viagem para esse cenário de sol o ano todo, tem a oportunidade de fortalecer a conexidade com irmãos e irmãs de coração aquecido e sotaque bem nordestino. Com a ajuda da internet ou indicação de amigos/as e parentes, é possível localizar uma igreja próxima e ali estar conectado/a ao Senhor e aos/às irmãos/ãs, mesmo em tempo de férias. 

As dicas da Missionária… em João Pessoa

  • Para quem gosta de fotografias histórias, Claudete indica a região do centro histórico de João Pessoa com sua arquitetura histórica;
  • Se a busca é pela natureza, a missionária indica as praias do litoral sul da Paraíba, com destaque para a cidade do Conde e suas praias, como Jacumã, Carapibus e Coqueirinho;
  • Para quem gosta do ambiente urbano, as praias indicadas são Cabo Branco e Tambaú, com forte destaque para a estrutura turística, de hotéis, restaurantes e artesanato;
  • Para banhos de mar, a indicação é a praia do Bessa, o pôr do sol é na Praia do Bessa, o pôr do sol é na Praia do Jacaré. O culto, na Congregação de Bessa, claro! 

Dicas do Pastor

  • Na região metropolitana de Natal, a dica do pastor é relaxar nas águas da Lagoa de Alcaçuz, um banho renovador, em que você fica em redes dentro da própria lagoa. O/a turista pode desfrutar ainda de um belo passeio de buggy e conhecer seis praias e quatro lagoas em um único dia. Temos um bugueiro metodista (Irmão Augusto) que pode fazer esse passeio com segurança;
  • Outro ponto turístico indicado é o cajueiro de Pirangi, que é uma árvore gigante localizada na praia de Pirangi do Norte, no município de Parnamirim, a 12 quilômetros ao sul de Natal. A árvore cobre uma área de aproximadamente 8.500 metros quadrados, com um perímetro de aproximadamente 500 metros e produz cerca de 70 a 80 mil cajus na safra, o equivalente a 2,5 tonaladas.


Uma das opções ao visitar o Nordeste é participar das celebrações nas Igrejas Metodistas.

Escrito por Luís Mendes e Patrícia Monteiro
Publicado originalmente no Jornal Expositor Cristão de janeiro/2018. Acesse aqui.


Tags: sem tags no momento!