Publicado em Reflexão | 22/11/2018 às 15:15:15


Dia Nacional de Ação de Graças

bible-639-800x568.jpg

Saber ser grato por benefícios recebidos é atitude de grandeza humana. Devemos ser gratos a todos que nos fazem bem.

O tesouro mais precioso que recebemos é a vida e os benefícios que a natureza nos dá. Deus é bom. Tudo criou para o nosso bem. A terra é boa e generosa e “plantando tudo dá”. Precisamos preservar essa criação maravilhosa que nos permite viver e reconhecer que Deus plenifica nossa existência com os dons da natureza e com sua presença maravilhosa em nossas vidas.

Hoje é o dia “oficial” para reservamos em especial para ser o dia de ação de graças.

Como disse o Salmista, no Salmos 65, dos versículos 9 a 13: “Tu visitas a terra, e a refrescas; tu a enriqueces grandemente com o rio de Deus, que está cheio de água; tu lhe preparas o trigo, quando assim a tens preparada. Enches de água os seus sulcos; tu lhe aplanas as leivas; tu a amoleces com a muita chuva; abençoas as suas novidades. Coroas o ano com a tua bondade, e as tuas veredas destilam gordura. Destilam sobre os pastos do deserto, e os outeiros os cingem de alegria. Os campos se vestem de rebanhos, e os vales se cobrem de trigo; eles se regozijam e cantam”

A seguir compartilho um texto amplamente divulgado na internete. Pena que Não aparece o nome do autor. É um texto que explica bem a história da data de hoje.

-----------------

SÍNTESE HISTÓRICA
(Autor desconhecido)

A virtude da gratidão está em toda a Bíblia. É próprio das almas nobres agradecer sempre e por todas as coisas. O salmista exclama: "Bom é render graças ao Senhor..." E outra vez: "Entrai por suas portas com ações de graças..." (Sl 92.1 e 100.4). Assim, o render graças a Deus, é tão antigo quanto a humanidade. Vem dos tempos bíblicos e reflete-se ao longo da história. 

O costume do "Dia de Ação de Graças" vem dos Estados Unidos. Em 1620, saindo da Inglaterra, singra os mares o "Mayflower", levando a bordo muitas famílias. São peregrinos puritanos que, fugindo da perseguição religiosa, vão buscar a terra da liberdade. Chegando ao continente americano, fundam treze colônias, semente e raiz dos Estados Unidos da América do Norte. 

O primeiro ano foi doloroso e difícil para aquelas famílias. O frio e as feras eram fatores adversos. Não desanimaram. Todos tinham fé em Deus e nas suas promessas. Cortaram árvores, fizeram cabanas de madeira, e semearam o solo, confiantes. Os índios, conhecedores do lugar, ensinaram a melhorar a produção. E Deus os abençoou. No outono de 1621, tiveram uma colheita tão abençoada quanto abundante. Emocionados e sinceramente agradecidos, reuniram os melhores frutos, e convidaram os índios, para juntos celebrarem uma grande festa de louvor e gratidão a Deus. Nascia o "Thanksgiving Day", celebrado até hoje nos Estados Unidos, na quarta quinta-feira de novembro, data estabelecida pelo Presidente Franklin D. Roosevelt, em 1939, e aprovada pelo Congresso em 1941. 

O embaixador brasileiro Joaquim Nabuco, participando, em Washington, da celebração do Dia Nacional de Ação de Graças, falou em tom profético: "Eu quisera que toda a humanidade se unisse, num mesmo dia, para um universal agradecimento a Deus". Estas palavras moveram consciências no Brasil. No governo do Presidente Eurico Gaspar Dutra, o Congresso Nacional aprovou a Lei 781, que consagrava a última quinta-feira do mês de novembro como o Dia Nacional de Ação de Graças. 

Porém, em 1966, o Marechal Humberto Castelo Branco modificou esta Lei, dizendo que não a última, mas a quarta quinta-feira do mês de novembro seria o Dia Nacional de Ação de Graças, para coincidir com esta celebração em outros países. 

Sim, aquelas palavras de Joaquim Nabuco, grande estadista brasileiro, encontraram eco em muitos corações. Hoje, são muitas as comunidades que, como num grande coro universal de gratidão a Deus, celebram nacionalmente o Dia de Ação de Graças, na quarta quinta-feira de novembro. 

Em tudo e por tudo devemos dar graças a Deus!

-----------------

Para encerrar essa mensagem de autor desconhecido, compartilho o hino 323 do Hinário Evangélico.

FONTE DE TODO O BEM
 
A terra semeamos
A fim de nos dar pão,
Mas Deus é quem a nutre
Com benfazeja mão;
Ele é quem manda o frio,
A calma no verão,
A chuva e o doce orvalho,
E a fresca viração.

(Coro)
De todo o bem a Fonte
É nosso bom Senhor.
Louvai a Deus,
Por todo o seu amor!

O Criador de tudo,
Que perto ou longe estão,
Colore a flor silvestre
E à estrela o brilho dá.
Os ventos lhe obedecem,
E o bravo mar também,
As frágeis avezinhas
O seu cuidado têm.

A nós, porém, seus filhos,
Revela mais amor,
Mandando-nos à terra
Jesus, o Salvador,
Dotando-nos em Cristo
De tudo quanto tem
Fazendo-nos herdeiros
De Deus, o Sumo Bem.

===========

Clóvis de Oliveira Paradela

>>> Confira também no site da Igreja Metodista a sugestão de liturgia para celebrar a data em sua igreja local, e as artes para campanha "Por quem você é grato/a?". Acesse aqui. 


Tags: sem tags no momento!