Publicado por José Geraldo Magalhães Jr. em Notícias | 29/01/2019 às 12:04:02


Conselho Mundial de Igrejas abre seleção para secretário/a-geral


O Conselho Mundial de Igrejas (CMI) anunciou no dia 9 de janeiro a abertura de seleção para o cargo de secretário/a-geral da organização. Hoje o cargo é ocupado pelo Rev. Dr. Olav Fykse Tveit, que concluirá seu segundo mandato. Em carta comunicando a abertura da seleção, a moderadora do Comitê Central do CMI, Dra. Agnes Abuom, expressou gratidão pelo trabalho desenvolvido pelo Dr. Olav. “Na reunião do Comitê Central do Conselho Mundial de Igrejas, realizada em junho de 2018, foi anunciado que o nosso secretário-geral não aspiraria um terceiro mandato. Damos graças por seu ministério e liderança durante esses últimos anos”, afirmou.

Para esse processo de seleção foi designado um comitê responsável por analisar as candidaturas, checando se interessados/as possuem as exigências para atuar na função. O prazo para apresentação de candidaturas é até 1º de maio de 2019, para que o comitê realize a pré-seleção de candidatos no decorrer da reunião de 9 a 11 de julho. No mês de outubro, candidatos/as pré-selecionados/as passarão por entrevistas, e os/as finalistas do processo vão participar da eleição para o cargo em março de 2020.

Entre as responsabilidades da função consta que a pessoa eleita deverá interpretar e promover a visão estratégica do CMI, que seja compatível com sua Base e Objetivos. Ela também representará o CMI junto às igrejas membro, associações ecumênicas, organismos seculares, autoridades governamentais e diante da sociedade em geral. Todas as funções estão detalhadas no documento divulgado pelo CMI, disponível no fim desta matéria.

O Conselho Mundial de Igrejas
O Conselho Mundial de Igrejas (CMI) é uma comunidade de igrejas que confessam o Senhor Jesus Cristo como Deus e Salvador, segundo o testemunho das Escrituras, e procuram responder juntas a sua vocação comum para glória do Deus único, Pai, Filho e Espírito Santo.

Qualificações
“Espera-se que o/a secretário/a-geral seja um/a teólogo/a e dirigente cristão/ã talentoso/a, qualificado/a e experimentado com um profundo discernimento espiritual”, afirma o texto que pontua as qualificações e requisitos necessários para se candidatar ao cargo. Além disso, é necessário ser um membro ativo, leigo/a ou ordenado/a em uma das igrejas membro do CMI, como é o caso da Igreja Metodista brasileira. Isso é importante para a candidatura, pois os/as interessados/as deverão receber recomendação por parte da sua igreja. Também é preciso comprovar graduação em teologia, preferencialmente com doutorado, ter fluência no idioma inglês e mínimo de conhecimento em outro idioma de trabalho do CMI, além de conhecer o Conselho e saber demonstrar compromisso com os objetivos presentes da Constituição da organização. 

Você confere todos os detalhes e baixa as fichas em espanhol nos links abaixo:

Funções e Responsabilidades
Formulário de solicitação
Formulário de candidatura

Redação EC
Com informações do CMI

Publicado na edição de fevereiro de 2019 do Jornal Expositor Cristão impresso. 


Tags: sem tags no momento!