Publicado em Notícias, Igreja e Sociedade, Vídeo, Multimídia | 29/10/2018 às 18:08:48


Celebração de 18 anos do Projeto Sombra e Água Fresca

São 18 anos de Projeto Sombra e Água Fresca (SAF) da Igreja Metodista. A Celebração que marcou a maior idade do projeto ocorreu nas dependências da Faculdade de Teologia, em São Bernardo do Campo/SP no último sábado, 27, reuniu agentes, voluntários e parceiros internacionais que apoiam o projeto, além das crianças, que tiveram a oportunidade de ministrar louvores e participar ativamente do evento. Atualmente são 56 projetos em nove estados brasileiros que atendem 2.534 crianças e adolescentes em situações de vulnerabilidade. Cerca de 2.000 voluntários e voluntárias estão juntos e juntas nessa causa missionária.

Para quem iniciou o projeto desde o início, em 2000, é um sonho e uma realidade ver os frutos sendo colhidos 18 anos após a semente ser lançada. "Estou feliz, orgulhosíssima dos frutos que colhemos dessa semente lançada a dez anos. Hoje temos dezenas e dezenas de jovens atuando como missionários no seio da Igreja Metodista e de muitas comunidades espalhadas por vários cantos do Brasil", disse Teca Greathouse, uma das fundadoras do projeto.

À agente nacional do projeto SAF, Keila Guimarães, também lembrou desse tempo de semeadura. "É um momento muito importante para todos nós, primeiro porque quando chegamos aos 18 anos, isso é muito importante para nós. Pensar que há 18 anos tivemos um grupo reunido, em Belo Horizonte, que lançou a semente e hoje temos essa árvore dando fruto por várias lugares do Brasil. Isso é muito bom", disse Keila.

O Bispo Honorário Stanley da Silva Moraes, trabalhava na área nacional na época do início do projeto. "Na área de ação social havia uma inquietação muito grande com centenas de nossos templos fechados cheios de crianças ao redor que não eram atendidas. Isso foi brotando no seio do grupo de voluntários. Começamos um diálogo com a educação cristã, secular e teológica para firmar acordos e parcerias para que demais seguimentos se envolvessem. Isso é verdade até hoje", relatou o Bispo Stanley.  

Uma exposição de fotos foi um dos pontos altos da celebração, pois esta retratou por diversos ângulos da lente do fotógrafo Mark Greathouse, os projetos espalhados por todo o país. Uma revista fotográfica foi lançada no evento para que fique na memória de muitas crianças, inclusive dos adultos e de quem já passou pelo projeto. É o caso da Elen Soares - uma das participantes do projeto no passado que já gravou um CD pelo SAF.

"Me emocionei bastante ao relembrar os momentos que participei do projeto. Cheguei a gravar um CD junto com outras crianças do SAF. As músicas aqui cantadas pelas crianças me emocionaram porque estão vivas em minha memória, assim como as fotos da exposição", disse Elen.

O Bispo José Carlos Peres, designado pelo Colégio Episcopal para acompanhar a área Social da Igreja, ressaltou a importância do projeto. "É significativo porque coloca a Igreja nos trilhos daquilo que Jesus disse, ou seja, precisamos nos importar com as crianças carentes, viúvas, órfãs e nesses 18 anos do projeto, percebemos que a Igreja tem desenvolvido sua missão", constatou o bispo Peres.

A missionária enviada pelos Ministérios Globais da Igreja Metodista Unida, Emily Everett, ressaltou a realização de acompanhar o projeto no Brasil. "Cada vez que vejo a realidade desse projeto, percebo o quanto importante ele é. Quando percebemos o brilho nos olhos dessas crianças é emociante ver o futuro delas tomarem outro rumo", relatou.

Em um clima de festa e muita alegria, as pessoas presentes puderam testemunhar por meio de um vídeo passado na celebração, como o projeto mudou a vida das pessoas que hoje atuam como voluntários no próprio projeto. Em breve você poderá assistir ao vídeo no site do projeto AQUI!

 

O projeto SAF
É uma rede de projetos da Igreja Metodista no Brasil, desenvolvida pelas igrejas locais e instituições para atender crianças e adolescentes de 6 a 14 anos.

O Projeto foi organizado para ajudar igrejas locais a desenvolverem atividades sócio-educativas como uma alternativa às ruas e às situações de risco. As igrejas são desafiadas a organizar atividades extra-escolares para crianças e adolescentes, contribuindo para seu desenvolvimento físico, intelectual, emocional, espiritual e social. A finalidade maior é oferecer melhores condições de vida e a possibilidade de desenvolvimento como pessoas e cidadãos. Para conhecer o Projeto Sombra e Água Fresca acesse AQUI!

José Magalhães/EC

Assista agora a reportagem sobre a celebração dos 18 anos do Projeto Sombra e Água Fresca, que aconteceu no último final de semana, em São Paulo. 


Tags: sem tags no momento!