Publicado por Sara de Paula em Notícias | 07/05/2018 às 14:40:31


A criatividade a serviço da missão


2018-05-montecastelo-572-800x568.jpg

Com o crescimento dos centros urbanos, faz-se necessário buscar estratégias que auxiliem na proclamação do evangelho. Cada dia mais crescem os desafios para a Igreja alcançar centros urbanos para proclamar o amor de Jesus Cristo. O Espírito Santo em sua divina manifestação criativa tem levantado jovens para cumprir com o “ide” de Jesus. Pelas ruas do bairro, de porta em porta, contando histórias nas calçadas ou em apresentação de teatros, a salvação em Cristo tem sido anunciada.

Samyra Lawall Silva Vieira, 31, bacharel em Administração e tecnóloga em Produção Cênica, é membro da Igreja Metodista em Monte Castelo, Juiz de fora/MG. Ela conta como surgiu a sua vocação missionária. “Foi em 2012. Eu estava na igreja, assistindo a uma peça do Grupo Jeova Nissi chamada “Tortura”. Essa peça tratava do tema da igreja perseguida e mostrava a situação dos/as missionários/as em países onde o Cristianismo é proibido. Meu coração foi ativado naquela noite. Dentro de mim cresceu um amor pelas vidas que estão perecendo sem conhecer Cristo e o desejo muito grande do compartilhar de Deus”.

A partir de então Samyra começou a se envolver mais e mais com o Reino e sua missão. Em sua busca, Deus direcionou pessoas em sua comunidade de fé para orientá-la. “Desde aquela noite, minhas orações passaram a ser direcionadas por esse sentimento que crescia em mim e que eu ainda não entendia muito bem. Comecei a estudar mais sobre missões, e algumas pessoas na igreja me ajudaram muito com materiais e ensino”, afirma.

A missão de Deus é realizada a partir da comunidade de fé, e não é preciso ir longe para desenvolver um projeto missionário. Assim nasceu o “Projeto Gotas”. “O Gotas iniciou em março de 2017. Nós ainda não temos uma casa, então o projeto tem sido feito de forma itinerante, de quinze em quinze dias, no bairro Parque das Águas, em Juiz de Fora. Vamos de casa em casa com o projeto “Posso te contar uma história”. Sentamos na calçada com as crianças, contamos histórias e também brincamos de algum jogo. A ideia é passar um tempo de qualidade com elas, dividindo um pouco do amor de Cristo e colocá-las em contato com histórias infantis que possam resgatar o jeito ‘criança’ de imaginar e de sonhar. No final entregamos um livro, de acordo com a idade da criança, como um presente e um incentivo à leitura. Também periodicamente fazemos uma tarde de jogos com as crianças, chamada ‘Kids Games’, na qual brincamos e compartilhamos alguns valores cristãos. Para os/as adultos/as, temos feito visitas, oferecendo oração e uma boa conversa sobre Jesus”, conta.

Antes do “Projeto Gotas” tornar-se realidade houve um processo com o envolvimento da Samyra Vieira com a JOCUM (Jovens Com Uma Missão). Em 2016 participou então da “Escola para crianças em risco”, da JOCUM, no Rio de Janeiro. “Assim que voltei para Juiz de Fora, compartilhei esse sonho com o pastor Jorge Luis e com a Igreja Metodista em Monte Castelo, que logo abraçou o projeto. O nome ‘Gotas’ foi inspirado em Apocalipse 22.1-2: ‘Então o anjo me mostrou o rio da água da vida que, claro como cristal, fluía do trono de Deus e do Cordeiro, no meio da rua principal da cidade. De cada lado do rio estava a árvore da vida, que dá doze colheitas, dando fruto todos os meses. As folhas da árvore servem para a cura das nações’. Como GOTAS desse rio que flui do Trono de Deus, buscamos gerar vida por onde passamos, resgatando valores da infância e da adolescência, plantando esperança nos corações adultos e ajudando todos em sua caminhada com Cristo. Com isso, queremos fazer com que o maravilhoso amor de Cristo seja conhecido e o Seu Reino estabelecido”, declara Samyra Vieira.

O Projeto é aberto a todos/as que quiserem se envolver. “Quem participa são pessoas de qualquer idade, membros da Igreja Metodista em Monte Castelo e também algumas pessoas de outras denominações que sentiram no coração o desejo de ajudar”, conta. Para ajudar o ‘Projeto Gotas’ basta entrar em contato pelo e-mail contatoprojetogotas@gmail.com, pelo Instagram @projetogotas ou pelo Facebook /Gostasjf. O Projeto aceita doações de livros infantis novos e usados, contribuições financeiras e recursos humanos. 

Pr. Billy Fádel | Correspondente do EC na 4ª Região
Publicado originalmente no Jornal Expositor Cristão de maio de 2018


Tags: sem tags no momento!