Publicado em Notícias, Artigo DNTC | 06/03/2018 às 16:57:00


A criança e a oração

“Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música não começaria com partituras, notas e pautas. Ouviríamos juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria sobre os instrumentos que fazem a música. Aí, encantada com a beleza da música, ela mesma me pediria que lhe ensinasse o mistério daquelas bolinhas pretas escritas sobre cinco linhas. Porque as bolinhas pretas e as cinco linhas são apenas ferramentas para a produção da beleza musical. A experiência da beleza tem de vir antes”   (Rubem Alves)

Ao ler essa bela citação nas redes sociais de nossa bispa Hideide, ficou-me claro sobre o que deveria compartilhar acerca da importância da oração.

Todas as pessoas cristãs sabem que orar é importante, mas parece que ensinar isso a uma criança é um tanto complicado. Elas estão sempre nos observando. O que fazemos diz muito mais forte e claro do que nossas palavras, seja em nossa família ou na igreja. Quer ensinar uma criança? Faça. Seja. Inspire com suas atitudes.

Ore perto de uma criança, ore com ela e ore por ela. Tenha verdadeiramente um relacionamento com Deus e a prática de orar. Inicialmente, ela vai imitar por admirar você e por querer se parecer com você, mas inevitavelmente, com o tempo, ela vai orar por entender que há muito mais por trás dessa ação. 

Perguntas surgirão no decorrer dessa caminhada… Responda a todas que puder, não as ignore. E a cada resposta lembre-se: ela saberá identificar se o que você diz é realmente o que sente e faz.

É um grande desafio ser responsável pelas crianças, mas igualmente grande é o privilégio de ensinar e discipular. Receba motivação para orar pelas crianças enquanto lê este texto. Que, com seu exemplo e estímulo, todas tenham a oportunidade de descobrir a grande alegria de falar com Deus por meio da oração. 

Departamento Nacional de Trabalho com Crianças (DNTC)
Publicado originalmente no Jornal EC de março de 2018. Acesse aqui.


Tags: sem tags no momento!