Publicado em Nacional, Episcopal | 05/10/2018 às 15:46:59


Somos responsáveis pelo meio ambiente à nossa volta

palavra-982-800x568.jpg

 

Fábio Cosme da Silva

Bispo Presidente

Região Missionária da Amazônia – REMA

 

“Tomou, pois, o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para trabalhar e cuidar” (Gn 2.15)

 

Quando Deus criou o Jardim do Éden, Ele deixou a cargo de Adão e Eva o cuidado do mundo belo e perfeito. O texto de Gênesis 2.15 deixa claro que o homem tinha como tarefa cuidar de toda a criação de Deus, mantendo suas bases de sustentação e o seu próprio ciclo de vida. Essa responsabilidade dada ao homem era ser um mordomo, um administrador do planeta cuidando de todas as coisas. Gênesis 1.26 diz: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra”. Esse “domínio” não está relacionado com um governo autoritário ou de exploração, mas um domínio exercido com amor.

Assim como Adão e Eva deveriam zelar e cuidar da criação divina, nós devemos ter a mesma postura hoje com relação ao meio ambiente e aos recursos naturais que estão disponíveis em nosso planeta. Esse cuidado vai desde o equilíbrio no uso da água até o desmatamento de nossas florestas.

O nosso planeta vive uma crescente crise ambiental em nome do progresso e ambição do ser humano. Nos dias contemporâneos há de se admitir que o mundo vive as maiores crises de degradação do meio ambiente, poluição atmosférica fora do controle, desmatamento de florestas, e os homens em seus debates tornam vãs as tentativas de solução. Outros assistem de braços cruzados à destruição do planeta. A responsabilidade está sobre todos nós de cuidar do nosso meio ambiente. Não podemos desanimar de sermos mordomos diante da crise ambiental mundial, mas devemos tomar consciência de que nossa parte é muito importante e sem dúvida fará diferença para a próxima geração. O egoísmo de hoje poderá ser a ruína do amanhã.

Deus criou a Terra e tudo o que nela há e presenteou o ser humano com esse maravilhoso e valioso presente. Temos responsabilidade com ela. Diante dessa responsabilidade surge a pergunta: “Temos tido a compreensão de que o mundo à nossa volta foi colocado para nós cuidarmos dele? Como essa compreensão influencia o modo como o tratamos?”.

Adão pecou e foi expulso do Jardim, mas sua responsabilidade de “trabalhar” e “cuidar” do planeta Terra continuou e continua até hoje. Nosso papel é único: sermos

mordomos de tudo! Temos autoridade dada por Deus para dominar a Terra. Um domínio de amor e zelo pelo meio ambiente. Salmos 24.1 diz “Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela existe”. Deus é o criador deste planeta e nós os/as jardineiros/as. Como jardineiros/as devemos ser fiéis na tarefa que nos foi incumbida! Como povo metodista e servos/as do Senhor Criador, vamos refletir sobre essa importante tarefa que Deus nos deu: trabalhar e cuidar da Terra como jardineiros/as de Deus, nosso Pai!

 

Publicado originalmente na edição de outubro de 2018 do Jornal Expositor Cristão impresso


Tags: sem tags no momento!