Publicado por Sara de Paula em Notícias | 06/06/2018 às 15:59:27


O trabalho pastoral na Capelania Escolar


O Expositor Cristão chega à quarta publicação da série Capelania. Nesta edição o jornal traz reflexões sobre a Capelania Escolar. Embora seja um tema pouco pesquisado no Brasil, é uma área ampla e com muito potencial de abrangência no país. Segundo o pesquisador Wyclif Porfírio Nobre, a literatura escrita a respeito do tema é bastante escassa ainda. “As bibliografias encontradas atualmente são as duas áreas mais exploradas. A capelania militar e a capelania hospitalar. Já a capelania escolar quase não é pesquisada em nosso país, apesar da existência de instituições de ensino centenárias que desde sua fundação têm utilizado essa ferramenta ainda que informalmente”, relata o Capelão Wyclif.

O pesquisador aponta ainda que a capelania escolar evidenciou-se em muitas das escolas confessionais evangélicas no Brasil. “Essas escolas foram organizadas no século XIX, sendo que muitas delas tinham a finalidade principal de evangelizar, para isso era necessário haver a alfabetização e a educação do povo. Entre os/as batistas, presbiterianos/as e metodistas, surgiram os grandes colégios, fundados por missionários norte-americanos que vieram para o Brasil. Paralelamente ao trabalho educativo, os/as pastores/as realizavam o aconselhamento pastoral e a evangelização, ensaiando os primeiros modelos de capelania escolar”, disse o professor Wyclif.

A Metodista exerce o ministério de Capelania Escolar por meio da Coordenação Nacional da Pastoral Escolar e Universitária (CONAPEU). O coordenador da Conapeu, Pastor Antonio Augusto de Souza, explica os desafios de se trabalhar na Pastoral Escolar e Universitária da Igreja Metodista.

“Existem vários desafios, entretanto, o principal deles é a definição do perfil pastoral, uma vez que a demanda escolar e acadêmica exige uma postura de equilíbrio ao lidar com as diversas religiões e princípios de vida dessa comunidade. Por outro lado, o conhecimento bíblico e, no caso, metodista wesleyano, é fundamental para a elaboração da nossa confessionalidade e espiritualidade cristã”, disse o Pastor Antonio Augusto.

Para o Pastor Augusto, é fundamental conciliar o trabalho da Pastoral Escolar e Universitária com os pais dos/as alunos/as. “É importante que a construção da espiritualidade cristã e metodista contemple os/as familiares. São eles/as os/as primeiros/as educadores/as da vida e podem auxiliar na elaboração das ideias, as quais podem ajudar na proclamação das virtudes e dos valores do Reino de Deus”, destacou o Pastor Augusto.

Para o pastor, há alguns benefícios que uma criança ou universitários/as podem obter com o auxílio de um/a capelão/ã escolar. “Os/as educandos/as, tanto da Educação Básica quanto do Ensino Superior, terão a oportunidade de identificar e apreender os valores e virtudes do Reino de Deus. Encontros, celebrações, conversas de roda, devocionais, diálogos inter-religiosos podem auxiliar na formação da cidadania, bem como na preparação ética para a vida em sociedade. O Evangelho de Jesus Cristo certamente é um parâmetro inestimável para essas ações transformadoras. Soma-se ainda o apoio solidário nos momentos de enfermidade, luto, crises familiares, entre outros, no qual o/a pastor/a coloca-se como suporte em amor e cuidado afetivo na vida dos/as educandos/as e seus/as familiares”, finalizou o Pastor Antonio Augusto.

Capacitação

A Mocidade Para Cristo (MPC) Brasil, em parceria com a Rádio Transmundial (RTM), tem realizado o Congresso Brasileiro de Capelania Escolar em todo o país. A coordenadora Nacional de Capelania Escolar da MPC Brasil, Capelã Pra. Joslaine Andrade, destaca a importância das parcerias e do treinamento para os/as líderes que desejam trabalhar com capelania escolar. “Temos parcerias com a Rádio Transmundial, Mackenzie, Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), Unievangélica, entre outras. Nós temos realizado vários congressos no Brasil para despertar as Igrejas para a capelania escolar. Durante esses congressos temos uma oficina voltada para conseguir auxiliares de capelania”, disse Joslaine. 

A psicopedagoga Márcia Olandim faz parte da equipe da MPC Brasil. Em 2015, Deus a chamou para ser missionária em tempo integral, o que a fez pedir demissão da escola em que trabalhava. “Entre as minhas atribuições na MPC, a capelania escolar desponta como a principal. Acredito que a escola é hoje um dos nossos maiores campos missionários, todos/as estão pedindo socorro e as portas estão abertas. A Igreja de Jesus precisa assumir como sua essa missão de levar salvação para toda a comunidade escolar, que inclui alunos/as, professores/as, funcionários/as administrativos, familiares e comunidade do entorno escolar”, disse Márcia.

Para Márcia, um dos maiores desafios para trabalhar com capelania escolar é sair da zona de conforto. “O primeiro desafio é ser impactado/a pelo amor de Deus a ponto de sairmos de nosso comodismo e entendermos o papel da Igreja de ser luz e sal da terra. O segundo é vencer o medo e saber que sim, nós podemos estar nas escolas e falar do amor de Deus. E o terceiro é buscar a capacitação necessária – lembrando que nossa atuação precisa ser pautada na sabedoria, criatividade e ética”, destacou Márcia.

Márcia Olandin destaca que a capelania escolar é um serviço de atendimento espiritual que entende o homem/a mulher como um ser integral. “É preciso atendê-lo/a também em outras áreas, como: física, emocional, social e relacional. Assim, os benefícios são múltiplos, mas sem sombra de dúvida o maior benefício é a oportunidade que o/a aluno/a tem de ouvir a Palavra de Deus e ser tocado/a pelo Evangelho de Jesus que liberta, transforma e salva. Lembrando que a capelania escolar contempla todos/as: professores/as, alunos/as, familiares e funcionários/as da escola”, finalizou Márcia.

A MPC Brasil oferece um curso a distância de capelania escolar em parceria com a UniEvangélica como extensão universitária que alcança pessoas em todo o país. O próximo Congresso Nacional está agendado e será em Campo Grande/MS nos dias 21 a 24 de junho na Igreja Batista Memorial. Entre os dias 19 e 21 de julho será a vez de São Luiz do Maranhão receber o Congresso Brasileiro de Capelania Escolar. E Manaus/AM, de 20 a 22 de setembro, com a presença, inclusive, do diretor-executivo da SBB, Dr. Erni Seibert.

/// Mais informações
www.mpc.org.br
Tel.: (031) 3492-1001
Publicado originalmente no Jornal EC de junho


Tags: sem tags no momento!