Publicado por José Geraldo Magalhães Jr. em Eventos | 27/02/2019 às 14:34:09


Exposição Marie Renotte no Centro Cultural Martha Watts


Num tempo em que não se usava a palavra empoderamento, destaca-se uma mulher que dedicava sua vida a ajudar outras mulheres a lutar por sua dignidade e seus direitos. Esta é Marie Renotte, mulher, educadora, cientista e médica. Nascida em 11 de fevereiro de 1852 em Wandre, na Bélgica, chega ao Brasil em 1878, no Rio de Janeiro, onde trabalha como professora em colégios particulares e preceptora.

Em 1882 é contratada por Martha Watts para lecionar no Colégio Piracicabano. Dentre suas muitas atividades cria a Sociedade Literária Piracicabana e o Museu de história natural. Forma-se em medicina nos Estados Unidos e valida seu diploma no Brasil em 1895 com a tese “A influência da educação da mulher sobre a medicina social”. 

É a primeira mulher a ser admitida pelo Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo e é fundadora da Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo. Marie lutou pelo voto feminino conquistado ainda que parcialmente em 1932, pois somente em 1965 o Código Eleitoral equiparou o voto de mulheres e homens. 

Sua história abriu caminhos, tem influência ainda hoje, e pode ser conferida nos 21 cartazes e documentos sobre sua vida e pelos fósseis e livros que servem como modelos dos materiais utilizados por Marie Renotte em suas aulas. 

A exposição conta ainda com uma parte interativa, onde o visitante poderá deixar registrado nome e depoimento sobre uma mulher que marcou/marca a sua vida. 
Na sala Monet do Centro Cultural Martha Watts de 7 a 28 de março de 2019. 


/// Serviço

Exposição: Marie Renotte
Visitação: 07/03 a 28/03
Local: Salas Monet
Rua Boa Morte, 1.257, Centro, Piracicaba/SP 

Fonte: Jornal Expositor Cristão - edição de março/2019

 


Tags: eventos