Publicado por Isabelle de Freitas em Notícia, Nacional, Igreja e Sociedade | 29/10/2018 às 15:39:06


Angular Editora participa da Expo Cristã 2018


A Angular Editora da Igreja Metodista participou da maior feira de publicações cristãs da América Latina – a Expo Cristã –, que reuniu milhares de pessoas no pavilhão oeste do Anhembi, em São Paulo, nos dias 27 a 30 de setembro. O evento contou com a presença de várias denominações e cantores/as renomados/ as da música gospel brasileira.

O presidente da Expo Cristã, Jabes Alencar, reforçou que a iniciativa do evento é promover a unidade entre os/as cristãos/ãs. “Aqui não temos placa de uma única Igreja, mas de todas”, disse Alencar.

Marjorie Binda Leite, cuja família trabalha há duas décadas com os/as ribeirinhos/as, veio de Manaus e diz que ser missionária no Amazonas é um desafio. “É importante vir aqui para ver as tendências e saber o que está sendo gerado. Em Manaus trabalhamos há mais de 20 anos com a música e, se Deus quiser, ano que vem teremos novidades por aí”, disse animada a missionária.

Participação Metodista

Em anos anteriores, a Angular Editora participava da Feira Internacional Cristã (FLIC), promovida pela Associação dos Editores Cristãos (ASEC). Este ano, a Angular Editora participou pela primeira vez da Expo Cristã. O editor da Angular Editora, Pastor Emílio Fernandes, falou sobre a importância de estar em um evento desse porte.“A Angular começou participando de reuniões com a Associação dos Editores Cristãos e vem sendo premiada nos últimos três anos com suas publicações. Hoje a Angular frequenta ativamente as reuniões da diretoria sabendo um pouco mais como funciona esse mercado editorial, o que possibilitou estar dentro da Expo Cristã 2018”, destacou.

A Confederação Metodista de Mulheres marcou presença no primeiro dia do evento, uma quinta-feira, quando as mulheres metodistas fizeram uma marcha silenciosa com cartazes dizendo não à violência contra as mulheres. A marcha chamou atenção de quem observava.

A Pastora Quésia Said, da Igreja Avivamento Bíblico de Campinas/SP, foi uma delas. “Um ato muito importante porque muitas mulheres não têm coragem de denunciar e buscar ajuda, que é o principal. Nós conhecemos muitos casos de processos engavetados que as mulheres precisam morrer para o Boletim de Ocorrência aparecer”, enfatizou.

Após a marcha silenciosa, lideranças da Igreja Metodista conversaram sobre o tema no estande da Angular Editora. “Acredito que causamos impacto porque essa marcha é silenciosa, mas os cartazes falam. Prova disso foi que tivemos pessoas aqui interessadas no tema. A Igreja tem que falar desse assunto”, disse a presidente da Confederação, Ivana Aguiar Garcia. Anísia de Oliveira Silva, da Igreja Metodista em Vila Medeiros, destaca a importância de se envolver nessa causa. “É importante ter conhecimento da causa para ajudar as mulheres que sofrem violência. Muitas vezes a gente não sabe como se envolver e acaba prejudicando as mulheres”, disse.

 

Música

A feira ofereceu também espaços para os músicos divulgarem seus trabalhos. O Pastor e músico Ademar de Campos, que já participou do Encontro Nacional de Pastores no ano passado, destacou a importância da Expo Cristã ao dar visibilidade aos conteúdos divulgados no evento. “A feira sempre se preocupou em divulgar os trabalhos de literatura e música em nosso meio evangélico. Mais uma vez, estou achando muito bacana porque, embora a feira seja voltada para o público de igrejas evangélicas, também passam por aqui pessoas que precisam ser alcançadas por Jesus. Estou achando tudo muito positivo”, destacou.

Outros músicos passaram pelo local da feira divulgando os lançamentos de novos álbuns. O público em geral desfrutou de uma boa oportunidade para adquirir materiais de qualidade para serem utilizados na Escola Dominical, nos cultos e em projetos sociais, além de outras atividades missionárias.

Tecnologia

A 14ª edição investiu também em tecnologia e inovação. Foi o projeto Experience que levou o público para experiências bíblicas do passado. As pessoas vivenciaram experiências lúdicas e interativas, como a Arca de Noé, Mar Vermelho, as Dez Pragas do Egito e o Coliseu, que permitiam o uso dos óculos de realidade virtual, onde os/as presentes viajavam até a arena e eram surpreendidos/as pelos leões. Na experiência do Mar Vermelho, as pessoas atravessavam o Mar Vermelho, enquanto outras pessoas entravam na Arca de Noé recordando os ensinamentos bíblicos.

Pr. José Geraldo Magalhães
Publicado originalmente na edição de novembro de 2018 do Jornal Expositor Cristão impresso.


Tags: sem tags no momento!