Publicado em Eventos, Notícias | 04/01/2019 às 11:29:05


Mulheres metodistas realizam Assembleia Geral no interior de SP


Foto oficial da 10ª Assembleia Geral da Confederação Metodista de Mulheres - Studio Fotografia CMM

A Confederação Metodista de Mulheres (CMM) rea­lizou a 10ª Assembleia Geral, com foco em uma programação que refletiu a identidade de uma das áreas mais expressivas da vida da Igreja. O evento começou no dia 29 de novembro e teve a participação de mais de 600 mulheres, em Águas de Lindoia/SP. Estiveram presentes representantes de todas as Regiões Eclesiásticas e Missionárias, que trabalharam para cobrir despesas umas das outras, inclusive realizando bazares na igreja local, como explicou Eloisa Altino Barbosa, presidente da Federação Metodista de Mulheres da 4ª Região Eclesiástica (RE). “Eu fiquei muito surpresa com a participação da 4ª Região. As mulheres se organizaram com bazares, venderam algumas coisas no final do culto, receberam doações e, de uma forma muito organizada, juntas e unidas, elas conseguiram. Uma completando o dinheiro da outra, fretaram um ônibus e vieram. Estou muito feliz com a participação delas porque estão retornando para suas igrejas locais com o coração cheio”, contou. 

A organização do evento se alegrou com a forma como tudo foi conduzido, como explica a presidente atual e reeleita da CMM, Ivana Aguiar Garcia. “Em primeiro lugar, estamos muito felizes porque o evento transcorreu tranquilamente. Acho que tudo foi muito sob a graça de Deus”, compartilhou a presidente. Para o Bispo Luiz Vergílio Batista da Rosa, presidente do Colégio Episcopal da Igreja Metodista, essa organização reflete características dos grupos societários da Igreja. “O congresso realmente foi muito abençoado. O nível de participação de todas as regiões e de organização é sempre muito próprio das sociedades, das Federações e Confederações de mulheres, assim como o nível das oficinas, no sentido de capacitação das mulheres para o trabalho junto às suas igrejas locais”, elogiou o bispo. 

Eleição

O Congresso acolheu a eleição da nova mesa da CMM, que atuará à frente do trabalho junto às presidentes das Federações, pelos próximos quatro anos. Mais da metade da mesa anterior foi reeleita para continuar esse trabalho, incluindo a presidente Ivana Aguiar Garcia. “Sobre a reeleição, ficamos felizes porque é uma oportunidade que Deus nos dá. Eu senti que elas confiaram no trabalho que foi realizado nesse quadriênio, e agora nos dispomos para o próximo quadriênio. Contamos com a oração delas, de vocês e de todo o Brasil”, afirmou. 

Essa aprovação do trabalho foi vista de forma expressiva, como contou Sheila Bissoqui, reeleita como secretária correspondente da CMM. “Foram três reeleitas e três novas que entraram para compor a mesa. É uma alegria muito grande continuar esse trabalho. O número de votos que tivemos foi realmente bastante expressivo, e isso nos dá mais responsabilidade”, disse, ao lembrar que foram 467 delegadas, e as reeleitas tiveram mais de 300 votos em primeiro escrutínio.

Foto: Posse da mesa eleita para o próximo quadriênio | Rodrigo de Britos

O número de participantes também foi relevante. “Estamos trabalhando com base em 650 pessoas. A maior Federação que nós tivemos foi a da 1ª Região. Elas sempre vêm em grande número, mas todas as regiões se fizeram presentes. As irmãs da Região Missionária da Amazônia (REMA) estavam viajando desde segunda-feira para chegar aqui na quinta”, lembrou Sheila. 

Para entrar na história

A abertura do Congresso aconteceu no dia da semana em que as mulheres de todo o país têm uma agenda em comum: participar da campanha Quinta-Feira Uso Preto, um protesto silencioso pelo fim da violência contra a mulher. Para reforçar esse trabalho, camisetas, sacolas, faixas e bótons da campanha acompanharam as metodistas pelas ruas da cidade. No momento de confissão do culto de encerramento, a vice-presidente reeleita da CMM, Denize Ornelas, falou sobre a diferença feita pelo grupo. “Falaram que muita gente vem à cidade para se divertir, fazer bagunça, mas disseram que nós fizemos a diferença. Achamos que a cidade estava vazia, mas as pessoas vieram”, defendeu Denize, ao compartilhar o retorno que teve de moradores/as de Águas de Lindoia sobre a ação. 

A passeata, assim como todo o evento, foi registrada por meio de fotografias que ficaram à venda para aquelas que quisessem guardar as imagens, mas antes disso o congresso já vinha sendo contado através da literatura de cordel no trabalho “A viagem pra Lindoia”, de Gilmara Mi­chael Oliveira, pastora na Região Missionária do Nordeste (REMNE). Berenice Lucena de Amorim, presidente da Federação, não conseguia expressar a gratidão. “Eu não tenho palavras. Foi uma emoção muito grande e um momento único poder partilhar um pouco do que é a Região Nordeste. A grandeza, a inteligência e a força do Nordeste aqui na assembleia nacional, retratada através da literatura de cordel”, comentou emocionada a metodista. 

Sara de Paula
Publicado originalmente na edição de janeiro de 2019 do Jornal Expositor Cristão impresso.

>>> Assista a reportagem e veja o álbum de fotos do evento.


Tags: sem tags no momento!