Publicado por Sara de Paula em Capa, Notícia, Editorial | 16/05/2019 às 13:12:48


EC de junho 2019


Em junho celebramos o Pentecostes, para muitos/as, o nascimento da Igreja Cristã. Em hebraico, espírito é ruah, e em grego, pneuma. Ambos os termos estão ligados a processos fundamentais, pois significam vento, sopro, furacão e vendaval. Inicialmente, o Espírito não é conscientizado como pessoa, mas como uma força divina e originária da criação, move-se nos seres vivos e age nos homens. Pois o ser humano não pode viver sem garganta, respiração, alento e fôlego. No mundo que considera tudo material, mecânico, sentimental, é importante sublinhar e enfatizar a força do Espírito Santo na nossa vida, como uma renovação saliente de todas as coisas. 

Para nós, cristãos/ãs, o Pentecostes marca o nascimento da Igreja e sua vocação para a missão universal. Festa do diálogo e da compreensão. Portanto, a Igreja deve continuar a ser sinal, ou seja, precisa tornar visível o Deus invisível; tornar visível o transcendente. Como ela faz isso? Através de sinais visíveis: da comunidade cristã; da celebração do sacramento; da proclamação da palavra.

Retomamos um pouco da experiência do profeta Joel no Antigo Testamento. Ele viveu um tempo sombrio, de crise total, mas teve coragem para denunciar o que estava vendo de errado. Destacamos, segundo estudo de ex-docente da Fateo, quatro “ferramentas” apontadas por Joel que devem ser usadas para confrontar a crise.

Nesta edição, também abordamos sobre a Semana Wesleyana, Dia Mundial do Meio Ambiente, missão no Panamá, Colônia de Férias em Porto Seguro e a Campanha Nacional Igrejas acolhem e cuidam lançada no dia do Coração Aquecido como destaques principais.

Que Deus nos ajude!

Pr. José Geraldo Magalhães 
Editor-chefe | Expositor Cristão

FAÇA O DONLOAD GRATUITAMENTE PARA O SEU COMPUTADOR CLICANDO NA SETA NO CANTO SUPERIOR ABAIXO

 

 

 


Tags: pentecostes, capa-junho-2019,