Publicado por José Geraldo Magalhães Jr. em Notícias, Internacional | 03/05/2019 às 10:32:05


Ataque no Sri Lanka deixa centenas de fiéis mortos no domingo de Páscoa


O domingo de Páscoa não foi dos melhores no Sri Lanka. Enquanto fiéis celebravam a Ressurreição de Cristo, uma série de explosões em hotéis de luxo e igrejas católicas deixou pelo menos 358 mortos/as e 450 feridos/as na maior onda de violência já registrada no país na última década. O secretário de Defesa do Sri Lanka, Hemasiri Fernando, renunciou no dia 25 de abril, de acordo com a agência de notícia Reuters. O secretário afirmou que, embora não houvesse falha de sua parte, ele assumia a responsabilidade pelos fracassos de algumas instituições que estavam sob seu comando. Logo depois do atentado, veio à tona a informação de que, 14 dias antes dos ataques, os relatórios do serviço de inteligência indicavam que eles ocorreriam. Porém, segundo o governo, o gabinete do premiê não foi informado. O secretário afirmou que as agências de segurança estavam respondendo ativamente às informações que tinham sobre a possibilidade de ataques.

Os atentados foram registrados na capital, Colombo, e nas regiões de Katana e Batticaloa por volta das 8h45 (0h15, no horário de Brasília). Autoridades contabilizaram oito explosões. Três igrejas foram alvos dos ataques, que aconteceram durante as missas de Páscoa. Os hotéis cinco-estrelas Shangri-La, Kings­bury, Cinnamon Grand e um quarto hotel, todos em Colombo, também foram atingidos. Houve ainda uma explosão num complexo de casas.

O Bispo Luiz Vergílio Batista da Rosa manifestou-se pelas redes sociais. “A intolerância irracional do Sri Lanka contra pessoas indefesas em momentos de celebração de Páscoa. Que o Senhor renove a tua misericórdia sobre nós e nosso mundo. Cristo, tem piedade de nós”.

Para o Pastor André Ras Guimarães, militante de diversas causas sociais, entre elas a desigualdade e o preconceito racial, é preciso olhar também para o Brasil. “Não adianta ficarmos tristes e indignados/as pelos ataques no Sri Lanka se não tivermos sensibilidade diante da dor de centenas de pessoas que tiveram seu locais sagrados destruídos aqui no Brasil”, disse numa rede social.

As autoridades do Sri Lanka dizem que a maioria das explosões foram ataques suicidas e temem que por trás dos ataques estejam militantes do Estado Islâmico que retornaram do Oriente Médio. 

No dia 25 de abril, um dos responsáveis pelos templos informou que as igrejas permanecerão fechadas. “Por conselho das forças de segurança, manteremos todas as igrejas fechadas”, explicou, adiantando que “não será realizada nenhuma celebração nas igrejas até novo aviso”. Nenhum grupo reivindicou autoria das ações até o momento, no entanto, segundo o porta-voz da polícia, Ruwan Gunasekara, já foram detidos 58 suspeitos de ligação com os atentados até o fechamento desta edição. 

Pr. José Geraldo Magalhães

PUBLICADO ORIGINALMENTE NA EDIÇÃO DE MAIO DO EXPOSITOR CRISTÃO

 


Tags: sem tags no momento!