2017_08_uspj

As ações se repetem no mês de julho. Santana de Parnaíba, interior de São Paulo, não será a mesma depois da passagem de mais de 500 voluntários/as da 3ª Região Eclesiástica pela cidade entre os dias 8 e 15 de julho.

Segundo o Bispo José Carlos Peres, a escolha da cidade teve um propósito. “A vinda para Santana de Parnaíba foi estratégica por causa do templo que estamos construindo. A Semana Pra Jesus causa um impacto no envolvimento das pes­soas com o nome de Cristo e depois com o nome da Igreja”, destacou o Bispo Peres.

Para um dos organizadores do projeto, Sérgio Zucoloto, é um grande desafio organizar um evento dessa magnitude. “Uma coisa que nos alegra muito é que tivemos mais de 500 voluntários/as. Fácil não é, porque todas as pessoas precisam sair do seu lar, dormir numa escola, tomar banho em lugar diferente, isso mostra que as pessoas vieram para servir”, disse Sérgio.

Os/as moradores/as da cidade puderam comprar a preços baixos roupas em boas condições de uso. Um bazar montado em uma quadra teve uma circulação semanal de mais de cem pessoas por dia.

A dona Estela Rosário, moradora da região, explica a importância do trabalho social para os/as moradores/as de baixa renda. “Raramente acontece esse tipo de trabalho na cidade. Para quem ganha duzentos reais por mês catando papel como eu, comprar roupas de frio nesse preço é muito bom”, disse dona Estela.

Lucas Gomes da Silva, pastor metodista na cidade, está esperançoso com os novos desafios. “Com a realização do projeto na cidade, nosso alcance só aumentou. Estamos com a expectativa de crescimento da Igreja. Temos a possibilidade de abrir mais um pequeno grupo na cidade. Eles recebem muito bem o evangelho e têm um respeito muito grande pela figura pastoral”, disse o Pastor.

O morador João Lúcio Alves passou pela triagem para ir ao dentista. “Sou papai noel há 12 anos. Gosto muito de ajudar as crianças. Quero passar no dentista e no médico para olhar minha perna”, disse o senhor João.

2017_08_uspj2
Outro projeto de destaque na 17ª edição do projeto foi o Casa Nova. Voluntários/as reformam a casa de uma pessoa. A escolhida foi a casa da dona Maria José de Oliveira Cassu. Tinha uma razão para isso. Os trabalhos metodistas começaram na casa dela há vinte anos e, hoje, viúva, ela não tem condições para fazer reformas. “Quando eu achei que estava tudo perdido, que eu não ia conseguir nada, o Pastor Lucas avisou que a minha casa ia ser reformada. Eu fiquei muito, mas muito feliz, principalmente por causa da rampa que eles construíram lá”, se alegrou dona Maria José.

Os/as voluntários/as colocaram forros na varanda e na sala, pintaram a casa, construíram a rampa de acessibilidade e até uma jardineira foi feita na varanda. Segundo o Pastor Washington Zucoloto, a atitude que inspirou a ideia foi a mesma que os Apóstolos tiveram ao acolher as viúvas. “A recomendação bíblica é olhar para os/as órfãos/ãs e para as viúvas. Selecionamos na comunidade local uma viúva que pudesse ser abençoada com esse projeto”, testemunhou o pastor.

Parceria

A Rede Metodista de Educação enviou uma equipe de profissionais da área da saúde para apoiar o projeto da 3ª Região. Atendimentos na área jurídica, de fisioterapia, fonoaudiologia e odontologia foram os mais procurados, além da área de estética, que atendeu com cortes de cabelo e manicure.

Uma escola abrigou as crianças que participaram da Escola Bíblica de Férias. A mãe da Juliana, de 10 anos, Rosa Maria da Silva, se alegrou com a participação das atividades. “Eu não tenho tempo para sair com minha filha, e deixar na rua não posso. Sou viúva e preciso trabalhar. Pena que é só uma semana, mas ela participou todos os dias”, contou Rosa.

Acesse o álbum de fotos completo abaixo.

Semana Pra Jesus 3RE | 2017

José Geraldo Magalhães
Publicado originalmente no jornal Expositor Cristão de agosto/2017