2017_08_enoqueO Pastor Enoque Rodrigo de Oliveira Leite – pessoa de referência designada pelo Colégio Episcopal para assumir a Pastoral da Inclusão da Igreja Metodista – tomou posse no dia 2 de julho na Igreja Metodista em Itapeva, interior de São Paulo. O ato de posse foi realizado pelo Secretário do Colégio Episcopal, Bispo Stanley da Silva Moraes, e pela Secretária para a Vida e Missão da Igreja, Pastora Joana D’Arc Meireles.

O pastor conversou com o Expositor Cristão sobre esse momento ministerial. “Foi importante esse momento na vida da Igreja Metodista, tendo em vista que oficialmente a Igreja tem uma Pastoral da Inclusão. Temos agora a parte prática pela frente. Não queremos apenas ficar na parte documental. Teremos uma reunião em breve com a secretária para a vida e missão para definir os primeiros passos desse ministério”, disse o pastor.

A Pastoral surgiu com uma proposta do próprio pastor no 20º Concílio Geral realizado em Teresópolis/RJ, em julho do ano passado. A proposta para que a Igreja trabalhe voltada para pessoas com alguma deficiência física foi aprovada por unanimidade na ocasião, recebendo apoio de todas as delegações.

O Pastor Enoque Rodrigo é deficiente visual. Em seus argumentos na época que fez a proposta, Enoque defendeu a Ação Social da Igreja. “A Igreja Metodista está passando por um avivamento, e os/as deficientes serão inclusos/as nesse processo também”, disse. Ainda nesta edição você pode conferir, na página 12, uma reflexão escrita pelo Pastor Enoque sobre o texto de Mateus 6.22-23.

Confira abaixo a fala do presidente do Colégio Episcopal, Bispo Luiz Vergílio B. da Rosa, sobre a Pastoral de Inclusão.

Redação EC 
Publicado originalmente no jornal Expositor Cristão de agosto/2017