odilon

O Pastor metodista Odilon Massolar Chaves, traz a sua 70° publicação, intitulada “Os Destemidos Pregadores de Wesley”. O trabalho de 75 páginas foi oferecido aos líderes da Igreja Metodista em Casimiro de Abreu, no Rio de Janeiro. Confira abaixo um pouco sobre o trabalho.


Wesley procurava pregadores destemidos para anunciar o Evangelho libertador na Inglaterra. A grande maioria foi destemida. Veremos neste livro a história de pregadores e de líderes de classe que foram usados por Deus para impactar a Inglaterra. Esses homens e mulheres foram destemidos e abnegados. Tiveram uma vida cristã semelhante aos discípulos de Jesus.

Wesley disse, certa vez, a Alexander Mather: “Ser um pregador metodista não é o caminho para a facilidade, honra, prazer ou lucro. É uma vida de muito trabalho e reprovação”. E disse mais: “são propensos de serem apedrejados, espancados e abusados de várias maneiras. Considere isso antes de se envolver em um modo de vida tão desconfortável”.

Os pregadores eram destemidos. Thomas Walsh quando era expulso de uma cidade pela multidão voltava para pregar. William Seward foi o primeiro mártir metodista. Pregava nos Pais de Gales e foi atingido por uma pedra.  Caiu inconsciente e depois morreu.

Thomas Olivers foi nomeado para toda Grã-Bretanha e Irlanda porque pregava sem medo. Wesley sabia que os pregadores deveriam ser destemidos. Ele disse: “Dê-me cem pregadores que não tenham medo de nada (…).”[1]

Eles eram abnegados. Deixavam tudo para trás viajando longas milhas para pregar e visitar. John Nelson todo dia conversava com Deus por duas horas. Jejuava uma vez por semana e doava o valor da alimentação aos pobres. Durante 33 anos viajou como um pregador.

Os pregadores procuravam a perfeição cristã. João Fletcher é um exemplo de vida santa. Quando perguntavam se ele queria algo, dizia: “(…) não quero nada, a não ser mais graça”. São diversos exemplos impactantes que nos inspiram e motivam a ter o mesmo propósito sabendo que é possível, sim!

Destacamos ainda, dentre os metodistas, alguns que tinham o dom de louvar, visitar, compor poesias e vida de santidade.

Redação EC
Com informações do Pastor Odilon Massolar Chaves

[1] HEITZENHATER, Richard P. Wesley e o povo chamado Metodista. São Bernardo do Campo-Rio de Janeiro: Editeo-Pastoral Bennett, 1986, p.266.