Nikki Haley no Conselho de Segurança da ONU se reúne para falar sobre suposto uso de armas químicas, na Síria.

Nikki Haley no Conselho de Segurança da ONU fala sobre uso de armas químicas, na Síria | UN Photo/Rick Bajornas

A imagem mostra o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), reunido ontem (5) para discutir o uso de armas químicas em um ataque aéreo em 4 de abril na área de Khan Shaykhun, no sul de Idlib, na Síria. Nikki Haley, Representante Permanente dos Estados Unidos junto às Nações Unidas e Presidente do Conselho de Segurança, em abril, endereçou a reunião.

O ministro da Justiça da Turquia, Bekir Bodzag, informou nesta quinta-feira (6) que as autópsias nos corpos de algumas vítimas sírias do ataque da última terça-feira (4), na província de Idlib, provam o uso de armas químicas.

Pela ação ter ocorrido em uma área próximo à fronteira entre Turquia e Síria, os hospitais turcos receberam numerosas vítimas do atentado. De acordo com dados das autoridades locais, subiu para 86 o número de mortos na tragédia – sendo grande parte das vítimas mulheres e crianças.

A reunião do Conselho fracassou em achar uma resposta conjunta contrária ao massacre. Isso porque, o governo russo, que é aliado do presidente Bashar al-Assad, atribui o ataque aos rebeldes sírios enquanto os governos ocidentais apontam a culpa para mandatário sírio.

 

Redação EC
Com informações da ANSA Brasil e ONU

Comentários