2017_03_negro_menino

No dia 21 de março comemora-se o Dia Internacional de Luta pelo Fim da Discriminação Racial. A data foi instituída  pela Organização das Nações Unidas (ONU), em memória à tragédia que ficou conhecida como “Massacre de Shaperville”, em 1960, na cidade de Joanesburgo, na África do Sul. Na ocasião, vinte mil negros protestavam contra a lei do posse – que os obrigava a portar cartões de identificação, especificando os locais por onde eles poderiam transitar na cidade – quando se depararam com tropas do exército, que abriram fogo sobre a multidão, matando 69 pessoas e ferindo outras 186.

A Igreja Metodista brasileira se engajou no combate contra o racismo, fortalecendo ações em diferentes níveis. Produção de documentos como liturgias, vídeos e materiais de estudo são frequentes na organização que abriu espaço para uma Pastoral exclusiva de Combate ao Racismo. Um dos últimos materiais publicados foi o Programa Antirracismo da Igreja. “Embora a Igreja comunique a mensagem cristã de salvação plena a todos e todas e de igualdade perante Deus, no caso das pessoas negras, de um modo em geral, ela, a Igreja, tem-se omitido ou tem sido muito tímida quanto ao enfrentamento do racismo cultural e institucional que domina na sociedade e nas instituições religiosas”, afirma corajosamente o documento. Faça download do texto completo aqui.

A mensagem da diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, escrita por ocasião da data, traz a busca pela igualdade como um tema a ser trabalhado por todos permanentemente. “Em tempos de crise econômica e incerteza social, “o outro” é sempre um bode expiatório conveniente e a discriminação racial uma tentação perigosa que fabricantes de ódio sabem muito bem como explorar. Diante do aumento dos atos e da crescente aceitação de discursos que encorajam o racismo e o ódio, a UNESCO apela aos cidadãos para que reajam e transmitam os valores da solidariedade, da empatia e do altruísmo”, pede a diretora. Leia na íntegra aqui.

Para sabe mais sobre as ações de combate ao racismo da Igreja Metodista, acesse a Pastoral do Combate ao Racismo e faça download gratuito do material.

Redação EC