2017_04_vitoriadaconquista_gilson

Um dos mandamentos mais diretos de Jesus Cristo foi “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações” (Mateus 28.19). Ordenança que a Região Missionária do Nordeste da Igreja Metodista tem adotado como a principal estratégia para o anúncio do Evangelho, pavimentando o caminho para abrir e consolidar trabalhos na Região. Para isso, a Igreja investe esforços na ampliação da membresia aprimorando a capacidade já instalada nas Igrejas e na plantação de novos pontos missionários.

Nos últimos quatro anos, entre 2012 e 2016, a membresia cresceu aproximadamente 34%, saindo de 4.347 para 6.615 membros, respectivamente. Esse aumento gradual na quantidade de pessoas seguindo o evangelho é fruto de investimento em discipulado, curso de formação de evangelistas, abertura de novos trabalhos, busca pela autonomia de congregações a igrejas locais, além de parcerias com Confederações, outras Regiões Eclesiásticas, programas como o Voluntários em Missão (VEM) e de agências missionárias, como o IMForM (Instituto Metodista de Formação Missionária).

Novas congregações e pontos missionários

Curso de Formação de Evangelistas no Ceará.

Curso de Formação de Evangelistas no Ceará.

A ênfase na expansão missionária está refletida na composição estrutural dos tipos de trabalhos da Região Missionária do Nordeste, que hoje conta com 19 igrejas, 13 congregações e 45 pontos missionários. Só em 2016 foram criados quatro novos pontos missionários, sendo os de Catende e Caruaru, no Distrito Nordeste 2, no Estado de Pernambuco; Vila Esperança, no Distrito 5, que engloba a região Norte da Bahia e Sergipe; e o de Dirceu, no Distrito 7, que compreende os Estados do Maranhão e Piauí.

Em sua última reunião, no ano de 2016, a Coream aprovou a abertura dos novos pontos missionários metodistas e também de uma nova congregação metodista: em Morada dos Passáros, na cidade de Vitória da Conquista, na Bahia (distrito 6).

No caso do distrito 7, que abrange os Estados do Piauí e Maranhão, a plantação de igrejas tem ocorrido por meio de duas estratégias, segundo o SD, rev. Emanoel Bezerra: através da formação de pequenos grupos e de lares de paz. “O que tem nos ajudado é a formação de liderança, estamos capacitando os/as novos/as líderes e então eles/as são desafiados/as a plantar pequenos grupos em bairros mais distantes ou em outras cidades”, compartilha o pastor. Foi a partir dessa visão que o distrito 7 abriu novos trabalhos em cidades vizinhas e em bairros de Teresina. Além do ponto missionário em Dignidade, a igreja instalou-se em Demerval Lobão, Dirceu e no Eduardo Costa.

O trabalho de incentivo e propagação do discipulado como um estilo de vida rende frutos para as ações de evangelismo e plantação de trabalhos. A missionária Evanise Queiroga, que está à frente do trabalho em Maceió, AL, comemora os frutos das ações com o recebimento e batismo de novos membros e a preparação de novos/as interessados/as em fazer parte da comunidade de fé. Como estratégias de evangelismo foram realizadas oficinas de patchwork e de bordado, focadas na busca de maior inserção e relacionamentos com a comunidade, além de grupos de discipulados que acontecem na casa da missionária e nos lares dos/as participantes, de forma permanente.

Evangelismo e ação social

Projeto Missionário Maxinaré no Sertão Nordestino da Igreja Metodista em Natal. Arquivo Remne

Projeto Missionário Maxinaré no Sertão Nordestino da Igreja Metodista em Natal. Arquivo Remne

Os outros distritos que não tiveram pontos missionários abertos em 2016 também possuem trabalhos voltados para o evangelismo e plantação de novas igrejas. Um exemplo é o Distrito Nordeste 4, que abrange todo o Estado do Rio Grande do Norte. Os dois focos da expansão missionária são encontrados nos trabalhos da Igreja. O primeiro é focado no evangelismo, que aproveita a estrutura atual para o trabalho de evangelização.

A Igreja Central de Natal, por exemplo, oferece cursos de capacitação com foco em ação missionária na Região Metropolitana da cidade. O Projeto Charis busca evangelizar por meio da capacitação e inserção social de jovens e adultos/as, através da oferta de cursos de capacitação para pessoas de baixa renda que aprendem um ofício na área de mecânica de automóveis. O projeto é desenvolvido num total de 15 encontros sobre injeção eletrônica, inglês e informática. O curso já formou três turmas, totalizando 45 pessoas no curso de injeção e mais 12 no curso de informática. E agora está investindo no preparatório para o Enem.

Outro foco está nas ações sociais com moradores/as de rua, com o projeto Igreja nas Ruas, que distribui alimentos e presta assistência básica e espiritual para desabrigados/as. A Igreja também investe esforços na plantação de novos trabalhos, como as ações realizadas no Povoado de Maxinaré, em Currais Novos/RN. Segundo o Pr. George Emmerich, no local foi instalado o culto regular, todos os sábados, que conta com uma média de 15 pes­soas, entre adultos/as e crianças. Além do anúncio do Evangelho, o propósito é promover ações que façam a diferença na vida das pessoas, como a instalação de barragens subterrâneas. “A falta de água é um problema histórico da região, sendo considerada a segunda maior área de desertificação do mundo; atualmente já são seis anos de seca severa”, disse o pastor. Assim, o projeto oferece uma possibilidade de desenvolvimento sustentável para a comunidade e é fruto de uma parceria com uma Igreja Metodista da Alemanha e a Agência de Desenvolvimento para Povos não Alcançados (ADPNAS).

Ainda quanto à ação social no distrito 8, na Paraíba, o ponto missionário em Jardim América, Cabedelo, tem estado com as portas abertas para a comunidade, instalada numa região carente. Este ano as crianças receberam kits educativos do projeto Sombra e Água Fresca e, por meio da missionária Jadilma Vicente, participam de aulas de educação cristã, recreação e reforço escolar.
A congregação metodista no Bessa, bairro próximo ao ponto missionário, tem ampliado ações de amor e ajuda à comunidade, com a doação de cestas básicas para as famílias das crianças assistidas. No dia 8 de março, as mães receberam um jantar especial em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, uma iniciativa da Sociedade de Mulheres da congregação. “Com essas ações a igreja cumpre seu papel de servir à comunidade”, disse a pastora Claudete Costa.

Parcerias Missionárias Internacionais (VEM – Voluntários em Missão)

2017_04_aracaju_evangelistasEm todo o Nordeste, são muitos os templos erguidos pelas mãos de voluntários/as em Missão. Os/as irmãos/ãs norte-americanos/as investem com o trabalho e com recursos financeiros, ajudando a reestruturar ou iniciar novos espaços para cultos metodistas. Entre os recentes locais abençoados com este projeto estão: Jardim Armação/BA, parceria: UMC Tuckson; Barra de Jangada/PE, parceria: UMC Mount Zion Conferência Atlanta; Porto Seguro/BA, parceria: UMC Mount Zion Conferência Atlanta. As obras foram de reforma à construção de templos e de prédios para educação cristã, com auxílio também na ação missionária nos locais atendidos pela parceria.

Na igreja em Muribeca, Estado de Sergipe (distrito 5), com o trabalho do VEM, o templo foi finalizado. Para celebrar a nova obra, o rev. Izaias Melquiades deu ao grupo de americanos/as a missão de orar e ungir a igreja. Por meio dessas ações, laços de fé e unidade são compartilhados entre metodistas nordestinos/as e estrangeiros/as.

Curso de Formação de Evangelistas

Preparando leigos e leigas, o Curso de Formação de Evangelistas (CFE) formou 72 pessoas em 2016. Este ano, 22 novos/as obreiros/as concluíram o curso em Teresina/PI. Há módulos em andamento em Recife (14 alunos/as), Jaboatão dos Guararapes (10), Natal (15) e há uma nova turma esperando o início da formação, na capital piauiense. E o Centro Metodista de Educação do Nordeste (Cemene) tem novidades para este ano. “Pela primeira vez, o Cemene vai oferecer o CFTP – Curso de Formação Teológico Pastoral para formação do corpo pastoral na REMNE e também o curso de um ano para formação de professores/as de escola dominical”, disse o rev. Ricardo, diretor do Cemene.

Dr. Luis Augusto Mendes | Prof. universitário – Remne
Publicado originalmente no Jornal Expositor Cristão impresso de abril/2017