preta-1937

A campanha “Quinta-feira uso Preto”, consiste em mobilizar pessoas a se vestirem com roupas pretas em protesto contra a violência sofrida por mulheres ao redor do mundo. A iniciativa tem origem na campanha mundial “Thursdays In Black” (#ThusrsdayInBlack), iniciada na África do Sul, que tomou proporções internacionais com o apoio do Concílio Mundial de Igrejas (CMI).

A Igreja Metodista no Brasil escolheu dedicar o mês de março para promover a campanha “Quinta-feira uso preto“, como forma de apoiar esa grande mobilização pelo fim da violência contra a mulher. Acompanhe durante o mês de março a campanha completa em nossas redes sociais! Originalmente, a data representa a luta da mulher por melhores condições de trabalho e por direito ao voto. Esse ano, o 8 de março tem convidado mulheres ao redor do mundo para se posicionar contra a violência e desigualdade.

Nos últimos anos, a Igreja Metodista já se posicionou diversas vezes sobre o combate à violência, especialmente através da Confederação Metodista de Mulheres (CMM), que pode falar com propriedade sobre o assunto tendo em vista o esclarecimento que tem oferecido em suas capacitações. A cada encontro de mulheres é debatido a importância de se olhar para os números sobre a violência, principalmente no contexto brasileiro.

Com um trabalho que vem sendo realizado desde fevereiro de 2016, diversas frentes de trabalho da igreja já marcaram encontros locais, passeatas e até mobilizações por meio das redes sociais para apoiar a campanha internacional promovida oficialmente pelo Conselho Mundial de Igrejas (CMI). A hashtag #QuintaFeiraUsoPreto é publicada semanalmente pela área nacional da Igreja Metodista brasileira, e apoiada por pessoas que publicam suas próprias fotos usando roupas pretas.

Assista abaixo ao vídeo de lançamento da série que será divulgada durante o mês de março.


 

Redação EC