2016_12_haiti_bandeira

Os/as irmãos/ãs do Campo Missionário Distrital no bairro Niterói, em Canoas/RS, estão acolhendo os/as imigrantes haitianos/as que chegam à cidade. Eles/as participam das celebrações, recebem assistência jurídica e cestas básicas quando necessário.

.
De acordo com o pastor Antão Tadeu Pereira Carpes, os cultos são realizados em duas línguas. “Uma boa parte da comunidade é de haitianos/as. Algumas pessoas compreendem parcialmente o português, mas já organizamos uma liturgia que contempla a outra parcela de haitianos/as com cânticos e ministrações da palavra na língua crioulo haitiano”, disse o pastor Antão.

.
O crioulo haitiano (kreyòl ayisyen), também conhecido como créole, é um idioma falado por quase toda a população do Haiti (8,5 milhões), havendo ainda cerca de 3,5 milhões de imigrantes que falam o crioulo haitiano em outros paí­ses, tais como Canadá, Estados Unidos, França, República Dominicana, Cuba e Bahamas. Apresenta dois dialetos distintos, o fablas e o plateau. Muitos/as haitianos/as falam quatro línguas: crioulo, francês, espanhol e inglês.

.
A outra língua oficial do Haiti é o francês, idioma no qual o crioulo do Haiti se baseia, sendo que 90% do seu vocabulário vem dessa língua. Outros idiomas também influenciaram o crioulo haitiano, entre os quais estão o taino (nativo da ilha) e algumas línguas do oeste da África (ioruba, fon, ewé).

.

Saiba mais em http://bit.ly/2df4kpT.

Conheça também sobre o trabalho missionário com haitianos/as em Porto Velho/RO acessando http://bit.ly/2ecP7Yu.

Redação EC
Publicado originalmente no Jornal Expositor Cristão impresso de dezembro