2016_11_enem_pec241

Vários/as jovens que irão prestar a prova do Enem no final do ano têm tido reforço escolar no Programa de Apoio ao Enem na Igreja Metodista Central em Campinas/SP. As aulas oferecidas são de redação, matemática, língua portuguesa, conhecimentos gerais, além de biologia e química. Alguns/as professores/as são da própria Igreja e outros/as são voluntários/as da cidade. Há também orientação profissional para quem ainda não decidiu na escolha da futura profissão.

De acordo com o coordenador do ministério de ensino e do programa, Edison Lins, o curso teve início no ano passado, e este ano praticamente dobrou o número de inscritos/as. “O preparatório teve início em 2015, quando alcançou 25 jovens. Este ano passamos a atender pelo menos 40 jovens, alguns/as vindo até de municípios vizinhos a Campinas”, disse.

Gustavo Santana, 18 anos, destaca que tem evoluído com o curso. “Melhorei o desempenho em algumas matérias, como português e matemática, além de aumentar o nível da minha escrita em redação”, destacou.

Fernanda Giseli de Oliveira, 17 anos, já decidiu que vai ser professora. Quer fazer o curso de pedagogia. Ela sentia a necessidade de esclarecer dúvidas e o programa tem ajudado. “Meu interesse em fazer o curso na Metodista surgiu diante de uma necessidade, pois apesar de ainda estar na escola e ter a plataforma de estudos do Enem, precisava de interação com outros/as professores/as além dos/as meus/as, tanto para sanar dúvidas quanto para estudar as disciplinas de uma forma mais focada para o Enem”, explicou Fernanda.

PEC 241

Congelar os investimentos nas áreas da saúde e educação por 20 anos estão na pauta do Congresso Nacional com a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 241. A PEC já passou em primeira votação na Câmara dos Deputados no dia 10 de outubro. A PEC 241 prevê a criação de um teto para os gastos públicos – um congelamento das despesas do Governo Federal, com cifras corrigidas pela inflação. Se aprovada na Câmara e no Senado, começa a valer a partir de 2017. No caso das áreas de saúde e educação, as mudanças só passariam a valer após 2018, quando Temer não será mais o presidente. Especialistas indicam que a PEC 241 é um freio no investimento em saúde e educação previstos na Constituição.

Saiba mais sobre a PEC 241.

Escrito por José Geraldo Magalhães
Publicado originalmente no Jornal Expositor Cristão de novembro