1051285-pzzb4804

Em meio a protestos populares na Câmara dos Deputados e em todos país, foi aprovada hoje, durante a madrugada, a PEC 241 que visa limitar gastos públicos em áreas como saúde e educação pelos próximos 20 anos. Foram 359 votos a favor do texto, 116 contrários e duas abstenções que levam agora ao Senado o polêmico Projeto de Emenda Constitucional.

Mais de mil escolas continuam ocupadas por estudantes que rejeitam a PEC alegando que a ideia de remodelar o ensino médio cortando verbas não faz sentido. “A demanda por recursos vai crescer e o dinheiro que está sendo investido hoje não vai dar conta da demanda”, afirma Mariana, 16, que também se manifesta em uma das escolas ocupadas no Distrito Federal.

— LEIA MAIS SOBRE AS OCUPAÇÕES AQUI —

A oposição chegou a apresentar seis destaques na tentativa de alterar o texto-base, mas todos foram rejeitados pela base aliada do governo, que pretende acelerar a tramitação no Senado para garantir a aprovação da PEC 241 ainda esse ano. São necessários 49 votos em cada votação para que o texto seja aprovado e se isso acontecer a PEC será promulgada pelas mesas-diretoras do Senado e da Câmara e passará a integrar a Constituição Federal.

Redação EC
Com informações da Agência EBC