ajudeo-haiti-2

O Comitê Metodista Unido de Auxílio (UMCOR) e a Igreja Metodista no Brasil estão disponíveis para atuar rapidamente em resposta à destruição e mortes causadas pelo furacão Matthew no Caribe, em particular no Haiti. A provisão de suprimentos de emergência, alimentos, kits de saúde e outro tipo de assistência regularmente fornecidos pelo UMCOR nessas situações tem sido permanente no caso do Haiti desde o desastroso terremoto em janeiro de 2010.

O site oficial do UMCOR disponibiliza um campo de doações diretas, mas a página em inglês e o uso exclusivo de cartão internacional pode dificultar o recebimento das ofertas dos/as irmãos/as brasileiros/as. Por isso, a Igreja Metodista do Brasil disponibiliza uma conta nacional para a arrecadação, que será 100% enviada para o UMCOR oferecer suporte ao Haiti. As doações também poderão ser feitas pelo Aplicativo Metodista.

Foram mais de 900 vítimas fatais contabilizadas até o fechamento desta edição. Milhares de pessoas estão desabrigadas e dependem de organizações internacionais para receber suporte com alimento, água e medicamentos.

A Organização das Nações Unidas (ONU) afirma que multidões têm tentado saquear comboios de mantimentos por conta do desespero das mais de 1,3 milhão de pessoas afetadas pelo desastre natural. Com a destruição do sistema de saneamento, a ONU também teme um surto de cólera, que deve ser prevenido o quanto antes para evitar o agravo da situação.

Thomas Kemper, diretor-executivo da Junta de Ministérios Globais (GBGM) da Igreja Metodista Unida (IMU), agência ligada ao UMCOR, assegurou ao Bispo Gasner Paul, líder da Igreja Metodista do Haiti, que as orações e a ajuda solidária do povo metodista unido estão presentes para atender depois deste novo desastre.

O Bispo Paul e outros contatos no Haiti informaram no dia 7 de outubro que uma avaliação completa dos danos causados pelo Matthew não era possível por causa das dificuldades com as comunicações e transportes. Por outro lado, o Reverendo Jack Amick, diretor de resposta a desastres do UMCOR, disse que a resposta começa com suprimentos de emergência, um programa de purificação de água realizado em parceria com a Global Medic e um programa adicional de distribuição de alimentos através da igreja haitiana.

O UMCOR tem colaborado muito com a Global Medic e com a igreja. A doação inicial do UMCOR contribuirá com um valor superior aos 150 mil dólares. “Somos afortunados/as por ter uma equipe no território do Haiti”, disse Amick.

O UMCOR também ajudará o Bahamas Methodist Habitat com uma coação em resposta aos danos do Matthew na região do Caribe. “Essas são as respostas iniciais. Vamos trabalhar com a Igreja Metodista no Haiti ao considerar programas de maior alcance”, disse A­mick. O diretor ainda afirmou que uma das principais necessidades depois do furacão é de água potável, sobretudo para evitar um surto de cólera. O UMCOR é uma organização que tem colaborado com a Global Medic pela purificação de água, em todo o mundo. “A Global Medic já está estabelecida no Haiti. Oferece sistemas de filtração e ensina as comunidades a como tornar a água potável por muitos meses”, explica Amick.

Na carta enviada ao Bispo Paul, Kemper sinalizou que a rede de voluntários/as em missão da Igreja Metodista Unida está em alerta para qualquer possível serviço que seja necessário, entretanto a agência está aconselhando suas equipes de voluntários/as a não se apressarem, mas que esperem para que a Igreja no Haiti esteja preparada. Assim será possível oferecer ajuda de forma mais produtiva nas áreas afetadas.

Para fazer doações em resposta ao Furacão Matthew ao Fundo de Ajuda Internacional UMCOR e ao desastre nos Estados Unidos pelo Aplicativo da Metodista, clique aqui.

Publicado originalmente no Jornal Expositor Cristão de novembro