2016_07_granbery_protesto

Foto de arquivo da Associação de Granberyenses

O Instituto Metodista Granbery, em Juiz de Fora/MG, tem sido alvo de protestos nas última semanas, por parte de alunos e funcionários. A Associação de Granberyenses emitiu uma nota explicando os motivos. “A Rede Metodista de Ensino tem feito, por meio do interventor Walker Soares, movimentos que desrespeitam o trabalho e a comunidade granberyense”, informa o início do texto que apresenta argumentos sobre o que consideram desrespeito por parte do atual reitor da instituição. Leia na íntegra.

O texto sugere que a Instituição está sujeita, entre outros problemas, a demissões injustificadas, o que também já foi questionado por outras manifestações de ex-funcionários nas redes sociais.

A liderança da Associação Granberyense concedeu uma entrevista hoje (1°), ao Expositor Cristão. Ulisses Belleigoli, vice-presidente da organização explicou que a crise começou depois das divergências de opinião entre a nova gestão, e os colaboradores. Após a demissão da coordenadora geral administrativa (que discordava da gestão), a comunidade tentou dialogar com a Rede de Ensino, mas informaram que não houve interesse em resolver o problema. A Associação tomou o posicionamento de resistência, gerando protestos em todo o país, inclusive entre alunos da UNIMEP e UMESP. “Fizemos uma manifestação na frente da escola, e no dia seguinte a resposta foi a demissão dos três principais coordenadores da instituição”, informa o representante. “O nosso movimento é para conquistar a simpatia da Igreja Metodista, pra que os metodistas, que são os donos do Granbery entendam que a instituição está sendo devastada”, comenta Ulisses, que enviou as informações ao lado da presidente Denyr Machado.

O Expositor Cristão também conversou com Walker Soares. O Diretor afirmou que o diálogo com os colaboradores permanece aberto. “Nunca houve uma interrupção no diálogo e recebemos todos que vem até a instituição pessoalmente”, explica o diretor.

“Um dos sindicados esteve aqui hoje (1º) pela manhã e a Rede Metodista de Educação está conversando com a comunidade”, afirma. Sobre as demissões que aconteceram recentemente, ele defende que é importante considerar o momento de crise pelo qual o país passa, e afirma que a gestão está fazendo uma adequação para superar as dificuldades. Ainda sobre a nota da Associação de Granberyenses, o diretor afirma que a gestão repudia veementemente todo tipo de assédio moral, e que isso jamais aconteceu por parte deles.

Posicionamento – Rede Metodista de Educação se posicionou diante da situação, ressaltando que está aberta para o diálogo com os alunos e colaboradores Granberyenses.

O Comunicado da Faculdade Metodista Granbery explica que essa não é a primeira vez em que o instituto passa por uma situação de dificuldade, e que sempre superaram com o apoio dos próprios alunos, familiares e funcionários. “Sabemos que nem sempre os ajustes agradam a todos os envolvidos, pois significam, muitas vezes, deixar de contar com a colaboração de bons profissionais, alguns com muitos anos como empregados no mesmo local”, afirma o texto assinado pelo Diretor Walker Soares. Leia na íntegra.

O Professor Ricardo Rocha, diretor financeiro da Rede Metodista esteve hoje com um dos sindicatos conversando sobre a situação do Instituto.

O diretor-geral da Rede Metodista de Ensino, Robson Ramos Aguiar, também emitiu uma nota que reafirma o posicionamento de manter seus canais de comunicação abertos ao público. “Por se tratar de uma instituição filantrópica, vinculada à Igreja Metodista, o compromisso do Granbery extrapola interesses pessoais que lutam contra o diálogo e a compreensão mútua”, informa o comunicado oficial. Leia na íntegra.

O texto ainda questiona a motivação de algumas informações publicadas na Redes Sociais. “É preciso desconsiderar documentos anônimos publicados em redes sociais, cujo objetivo parece ser apenas o de desestabilizar os esforços adotados pelas instituições educacionais metodistas para atuarem de forma mais articulada em nível nacional, com ética e profissionalismo”, explica Robson.

O Jornal Expositor Cristão é o órgão oficial da Igreja Metodista no Brasil, e tem a missão de informar com credibilidade e responsabilidade todas as pessoas cristãs, em especial, o povo chamado metodista. O site continuará apurando e publicando as informações do caso, e mantendo o canal de comunicação com os nossos leitores sempre aberto para receber informações sobre essa cobertura.

Redação EC