2016_08_20cg_ce_maos

Um Grupo de Trabalho (GT) foi designado pela presidência para apresentar propostas sobre as eleições episcopais nos próximos conclaves. O ato foi realizado na sétima sessão, dia 9 de julho. O relator Bruno Roberto Pereira dos Santos (7ª RE) apresentou duas propostas. A primeira está relacionada ao processo de eleição episcopal que, a partir do próximo Concílio Geral, o/a candidato/a precisa ter no mínimo dez anos de presbiterado.

A proposta foi aprovada por aclamação. A segunda proposta diz respeito aos/às bispos/as, que deverão ser submetidos/as à itinerância após dois períodos eclesiásticos consecutivos na mesma Região Eclesiástica ou Missionária. Após a discussão na plenária, em uma votação apertada, a proposta obteve 110 votos favoráveis, 105 contrários e 9 abstenções. Os/as candidatos/as a concorrer ao ministério episcopal continuam sendo eleitos/ as nos concílios locais, distritais e regionais, com suas respectivas listas tríplices. A lista com os nomes será quádrupla a partir do momento em que o/a bispo/a se declarar como candidato/a no concílio regional.

O histórico ministerial dos/as candidatos/as deverá ser publicado nos veículos de comunicação das sedes regionais nos devidos prazos estabelecidos. Qualquer presbítero/a poderá declinar, caso seu nome esteja na lista tríplice

Redação EC

Comentários