2016_07_marisa_ce

A Bispa Marisa de Freitas foi a responsável pela leitura do Relatório do Colégio Episcopal (CE) na manhã dessa terça-feira.

“O Colégio Episcopal, enquanto governo da Igreja Metodista no Brasil, apresenta seu relatório a este plenário e ao povo metodista. Nele são trabalhados alguns aspectos da vida e missão da Igreja Metodista em terras brasileiras”

É assim que começa o relatório, apresentado pelo CE ao 20° Concílio Geral da Igreja Metodista.

A plenária foi lembrada de que o relatório da Comissão Geral de Constituição e Justiça (CGCJ) já estava disponível, e que as delegações precisariam trazer o destaque que cada um dos grupos teria. É importante lembrar que a homologação acontece através do destaque de cada delegação.

Durante a leitura do relatório a Bispa Marisa interagiu com a plenária, reafirmando as questões apresentadas, e fazendo comentários que tornaram a leitura dinâmica. A Bispa também fez observações sobre a linguagem inclusiva usada na Igreja Metodista no Brasil. “Por enquanto estamos tentando educar, depois vou começar a processar”, insistiu Marisa. Os documentos oficiais da IM no Brasil, como o Jornal Expositor Cristão impresso, aplicam a linguagem que respeita o gênero masculino e feminino.

2016_07_20cg_anotacoesO relatório também mencionou o crescimento de 20% da Igreja Metodista em terras brasileiras. O Expositor Cristão de julho abordou o tema, apresentando os números. Acesse aqui.

Após a conclusão, o Bispo Adonias mencionou que junto com o Relatório do CE, há também relatórios de atuação dentro de cada Região Eclesiástica, para serem apreciados e acolhidos.

Comentários

Os comentários da plenária foram abertos, para que os presentes tivessem a oportunidade de comentar o relatório. Entre eles, o CE recebeu parabenizações pelo relatório, e a Igreja de forma geral foi reconhecida por estar sempre presente. Um dos casos apresentados foi o da presença metodista no desastre ambiental de Mariana. “Pessoas do Vale do Rio Doce foram pastoreadas pela IM com uma bela solidariedade naquele momento”, falou a Pastora Raquel Ferreira, da 4ª Região Eclesiástica. O Expositor Cristão publicou uma edição especial com o título “Mar de lama” na época, que está disponível para download aqui.

Confira a entrevista realizada com a Pastora Débora Blunk Silveira, pastora da 4ª RE, também comentando sobre o caso de Mariana pela equipe do Jornal Expositor Cristão.

Escrito por Sara de Paula
Réporter EC