"Oramos para que impere o respeito à vida. Oramos pelo fortalecimento e consolo dessas famílias, Oramos pela restauração e saúde das vítimas"

“Oramos para que impere o respeito à vida. Oramos pelo fortalecimento e consolo dessas famílias, Oramos pela restauração e saúde das vítimas”

A Igreja Metodista do Brasil publicou hoje em seu site nacional, o manifesto emitido pelo Conselho de Igrejas Evangélicas Metodistas da América Latina (CIEMAL), em apoios às vítimas de Orlando, Flórida (EUA) que deixou 50 mortos e vários feridos em uma boate voltada para o público LGBT. A IM brasileira também emitiu recentemente uma nota em apoio à mensagem do Bispo  Kenneth Carter Jr., da Igreja Metodista na Flórida, convocando seus membros a oração. Saiba mais.

O texto publicado hoje pela CIEMAL é assinado pela Rev. Lizzete Gabriel-Montalvo, de Porto-Rico, e traz uma reflexão que incentiva Igrejas para empenharem suas orações em favor das vítimas do atentado, apesar das diferenças. A organização também destaca o fato de que haviam pessoas de diferentes países no local que estão entre as vítimas. ” Mais de cem famílias são latino-americanas e 50% delas são porto-riquenhas”, informa o manifesto. A Reverenda também menciona o sermão do teólogo Martin Niemöller, escrito após sua saída de um campo de concentração nazista. Leia abaixo:

Quando os nazistas vieram para levar os comunistas,
fiquei em silencio, porque eu não era comunista, 

Quando encarceraram os socialdemocratas,
fiquei em silencio, porque eu não era socialdemocrata,

Quando vieram buscas os sindicalista,
Não protestei, porque eu não era sindicalista, 

Quando vieram levar os judeus,
Não protestei, porque eu não era judeu, 

Quando vieram pelos católicos,
Fiquei em silencio, porque eu era protestante. 

Quando vieram por mim,
Não havia mais ninguém que poderia falar por mim. 

Leia o texto traduzido na íntegra.

Leia o conteúdo original no site da CIEMAL.