2016_05_vaticano_papaepaulo

O presidente do Concílio Mundial Metodista, bispo Paulo Tarso de Oliveira Lock­mann, esteve em reunião na primeira semana de abril com o Papa Francisco, em Roma. O bispo brasileiro compareceu acompanhado de uma delegação metodista para discutir a intenção de produzir um documento intitulado “O Chamado à Santidade”.

Apesar de o pontífice reconhecer as diferenças entre as religiões, acredita que não devem ser impeditivos para uma ação conjunta. “Ainda há muito que fazer, mas nenhuma destas diferenças são obstáculos para amarmos e darmos um testemunho comum diante do mundo”, afirmou o Papa.

Diferente da Igreja Metodista no Brasil, o Concílio Mundial é uma organização ecumênica e tem escritório recém-inaugurado na cidade de Roma. “A nossa vida na santidade deve sempre incluir o serviço de amor ao mundo. Quando servimos juntos quem precisa, nossa comunhão aumenta”, completou o Papa que ainda mencionou trechos do texto “Carta a um católico romano”, escrito por John Wesley, fundador da Igreja Metodista no século XVIII.

Concílio Mundial Metodista

O bispo Paulo Lockmann foi eleito para presidente do Concílio Mundial Metodista (World Methodist Council) – órgão máximo da Igreja, em 2011, em Durban, na África do Sul. Foi a primeira vez que um presbítero da América Latina assumiu como presidente.

O Concílio Mundial acontece a cada cinco anos e, de acordo com o site da instituição, são mais de 50 milhões de membros da família wesleyana espalhados pelo mundo. Até o último relatório, divulgado em 2011, igrejas de 136 países estavam filiadas. Em agosto deste ano, o bispo Lockmann encerra seu mandado no Concílio Mundial. O tema da XXI Conferência será “Um deus, uma fé, um povo, uma missão”.

CONFIRA TAMBÉM A CHARGE DO ENCONTRO!

Escrito por: Redação EC