Bandeira da Bélgica, onde aconteceram os ataques terroristas

No último dia 22 de março, ocorreu uma série de ataques terroristas em Bruxelas, capital da Bélgica, deixando cerca de 30 mortos/as e 170 feridos/as. Segundo Kathy L. Gilbert, repórter da Agência de Notícias da Organização das Igrejas Metodistas Unidas, líderes e equipes de missões passaram pelo Aeroporto Internacional, um dos principais alvos dos ataques, naquele dia. A informação é que todas essas pessoas estão seguras.

Aaron Phillips da Missão Neemias de Cleveland faz parte de uma equipe de cinco pessoas que retornavam de uma viagem missionária de dez dias em Ganta, Libéria e África Ocidental, junto com Paula Shaw, missionária Metodista em Hudson, Ohio.

O grupo estava no Aeroporto no momento da explosão e passaram pela evacuação e orientação policial no local. O missionário descreveu a experiência apenas como confusa, mas agradece as orações que tem recebido do mundo inteiro. As missionárias Karen Christ e Becky Trout também estavam no Aeroporto de Zaventem, mas partiram 25 minutos antes da explosão. A Conferência de Igrejas Europeias, que tem entre seus/uas filiados/as a Igreja Metodista, também publicou uma nota lamentando a perda de vidas e a perturbação da paz.

“Condenamos os ataques violentos e desejamos respostas pacíficas nas horas e dias que se seguem. Pedimos por aqueles/as que perderam suas vidas, suas famílias e comunidades, e para as pessoas que arriscam a sua própria segurança para ajudar os/as outros/as”, afirma a organização em seu site oficial (goo.gl/fnfzAS).

A Igreja Metodista em terras brasileiras se solidariza com os/as familiares das vítimas e com os/as irmãos/ãs metodistas que deixam suas casas para levar o evangelho aonde Deus os/as enviar.

Escrito por: Redação EC