2016_05_wesley_viral

“Vigiai, estai firmes na fé, portai-vos varonilmente e fortalecei-vos” (I Co 16.13)

A Palavra de Deus nos dá direcionamento para que possamos permanecer firmes no propósito de manter o coração aquecido. A cada dia, incontestavelmente fica mais difícil viver aqui no mundo, e ainda mais manter aquilo que de forma dura temos conquistado. Só se ouve falar em crise (e estamos verdadeiramente vivendo num mundo em crise). Crise não só financeira e econômica, mas de valores, na família, no trabalho, crise em todas as áreas, inclusive na da fé. É bom lembrar também que, “apesar de viver no mundo, nós não somos propriedade deste mundo” cada vez mais corrompido e mais distante do padrão do Reino de Deus. Este texto, portanto, aponta-nos verdades inegociáveis e necessárias para o nosso viver diário:

1 Necessidade de vigiar

Uma postura de estar vigilantes contra todos os males nos quais estamos envolvidos/as, visíveis e invisíveis. Os males da dissensão ou doutrinas errôneas, da desordem, dos/as falsos/as mestres/as. Esse é, infelizmente, um campo fértil para tantos/as se distanciarem do verdadeiro evangelho, perdendo a confiança e a alegria. Muitos/as enganados/as por desconhecimento, outros/as conduzidos/as e levados/as pelo ensino do medo, pela culpa e tantos/as outros/as pela ganância. “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar” (I Pe 5.8).

2 Necessidade de estar firme na fé

Firme em manter e defender as verdades do evangelho. Não ceder a qualquer investida e sutileza do/a inimigo/a, mas manter a verdade, colocando a sua vida em Deus e meditando nas doutrinas do evangelho com inabalável constância; defender a sua confiança pessoal em Deus, apesar de todas as insinuações e ensinamentos falsos. “Acautelai-vos quanto aos falsos profetas. Eles se aproximam de vós disfarçados de ovelhas, mas no seu íntimo são como lobos devoradores” (Mt 7.15).

3 Necessidade de ser corajoso

“Pois Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio” (2 Tm 1.7). Uma pessoa precisa ter força para ser corajosa, e a força, nesse caso, não tem nada a ver com físico ou intelecto. Quando nos rendemos a Deus, Ele estende suas mãos poderosas para nos levantar, ou seja, é Ele quem nos fortalece. E todos os dias da nossa vida precisamos nos entregar inteiramente ao Senhor e reconhecer que somos totalmente dependentes Dele. Ninguém pode ser corajoso/a de ânimo fraco, pois o/a corajoso/a sabe que não poderá descansar até que o seu objetivo, seja ele qual for, seja alcançado. Ter uma vida santa em meio a uma geração corrupta, viver uma vida íntegra, ser santo/a, fiel para andar com Deus, aceitar todas as promessas da Bíblia e colocá-las em prática.

4 Se fortalecer

“Ele fortalece o cansado e dá grande vigor ao que está sem forças. Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam” (Is 40.29-31). Podemos nos sentir fracos/as, mas é na fraqueza que Ele revela Seu poder. É exatamente no momento em que dizemos: “não posso” que Ele diz: “eu vou ser tudo na sua vida para que possa tudo em mim”. É no momento quando dizemos: “ah, eu não consigo” que Ele diz: “vou conseguir por meio de você”. Como pode perceber, a vida cristã não é uma limitação da vida do Senhor, mas permitir que Ele viva a vida Dele em nós para nos ajudar a manter o nosso coração aquecido.

Francisco Porto Júnior | Pastor Metodista da Remne