Ilustração de trânsito congestionado

Se você acha que não faz sentido a igreja cristã rea­lizar sua missão e exigir mais mobilidade urbana, fique sabendo que: (1) A redução do tempo de viagem de um/a trabalhador/a entre sua casa e o local de trabalho é vital para a família e a igreja. (2) Rapidez e segurança para levar o/a filho/a à escola deve ser motivo de oração para qualquer pai, mãe ou avós. (3) Sem falar no grande benefício de haver menos consumo energético e impacto ambiental se as coisas funcionarem melhor. (4) Engarrafamentos e transporte ruim nas cidades causam discussões agressivas entre motoristas e até violência física.

Assim, podemos afirmar que a mobilidade urbana afeta a vida das pessoas para o bem ou para o mal. E, assim sendo, também é certo dizer que essa demanda e conscientização/mobilização estão incluídas na missão da igreja de ajudar pessoas a viverem melhor hoje, acrescentando a isto a eternidade. Ou seja, como a missão da igreja também trata do hoje na medida do possível, não se pode esquecer como a má qualidade dos transportes públicos e os grandes engarrafamentos na cidade afetam a qualidade emocional de vida das pessoas, individualmente e de todos os integrantes das famílias, principalmente as crianças que esperam o retorno de um pai ou mãe que passa o dia longe. A Igreja é agente de Cristo na cidade para favorecer uma vida de paz e equilíbrio interior dos indivíduos e a manutenção dos recursos naturais da Criação.

“Esteja atento à qualidade do transporte coletivo, dos meios alternativos, da acessibilidade e trânsito”

Há muitas maneiras de um/a cristão/ã participar e se envolver nessa questão. Ele pode, por exemplo, não se omitir de oferecer boas sugestões para o poder público em espaço adequado que trate do tema. E é sempre bom ter os contatos das autoridades, seja por telefone, twitter, facebook ou outro meio de comunicação qualquer para apresentar as ideias e também as críticas e denúncias.
Outra maneira é o ensino nos locais de reunião, nas pregações e diálogos durante os estudos bíblicos em pequenos grupos, da defesa e incentivo aos membros da comunidade cristã para que deem prioridade ao transporte coletivo nas grandes distâncias, e a caminhar mais ou usar bicicletas nos trajetos menores. Mais saúde, menos poluição, menos engarrafamentos, mais vida social: são apenas algumas vantagens de tal atitude.

Você, cristão/ã, que acabou de perceber essas possibilidades, não deixe de trocar informações. Participe ativamente dos fóruns de discussão sobre mobilidade urbana e dê seu testemunho. Esteja atento à qualidade do transporte coletivo, dos meios alternativos, da acessibilidade, do trânsito, enfim, de tudo que diz respeito à qualidade de vida das pessoas que se movem de um lado para o outro na sua cidade. Mobilidade Urbana é assunto de elevada importância no contexto urbano. Procure estar atualizado sobre essas questões e busque fontes de novas ideias e práticas para uma convivência mais harmônica e inclusiva no espaço urbano.